Fundação Gulbenkian: Estão abertas as candidaturas ao Prémio Vilalva

Por a 11 de Novembro de 2020

Cerâmica Antiga de Coimbra

A Fundação Gulbenkian distingue anualmente intervenções de excelência na área da conservação, recuperação, valorização e divulgação do Património nacional. Neste sentido as candidaturas ao Prémio Gulbenkian Património – Maria Tereza e Vasco Vilalva, com um valor de 50 mil euros, estão abertas até 18 de Dezembro de 2020.

Instituído pela Fundação Calouste Gulbenkian em 2007, em homenagem a Vasco Vilalva, mecenas na área da recuperação e da valorização do Património, este Prémio tem assinalado intervenções exemplares em bens móveis e imóveis de valor cultural que estimulem a preservação e a recuperação do Património. Após a morte da Condessa de Vilalva, em 2017, o Prémio recebeu o nome de Maria Tereza e Vasco Vilalva.

Entre 2007 e 2018 foram já distinguidos com o Prémio Vilalva as seguintes intervenções: Biblioteca da Casa Sabugosa e São Lourenço, em Oeiras; Departamento do Património Histórico e Artístico da Diocese de Beja: Monumentos Vivos e Festival Terras sem Sombra de Música Sacra do Baixo Alentejo; Recuperação das ruínas romanas da Cidade de Ammaia (Marvão) Restauro da Igreja do Santíssimo Sacramento, Lisboa; Reformulação e adaptação de um edifício pombalino em Unidade Habitacional de Curta Duração (Baixa House), Lisboa; Recuperação e Musealização do Móvel do Arcano Místico, Ribeira Grande (Açores); Requalificação das salas de exposição da coleção de arte do Museu do Caramulo; Criação do Museu de Arte Sacra e recuperação da Catedral, Santarém. Menção honrosa: Cinema Ideal, Lisboa; Restauro e recuperação da Igreja e Torre dos Clérigos, Porto. Menção honrosa: Sede da Secção Regional Norte da Ordem dos Arquitectos; Recuperação, conservação e valorização dos Jardins do Santuário de Nossa Senhora das Preces. Menção Honrosa: Recuperação do conjunto habitacional da Quinta do Pinhô, Guimarães; Reabilitação do edifício da Cerâmica Antiga de Coimbra. Menções honrosas: Projecto Letreiro Galeria e Reabilitação e conservação da Livraria Lello, Porto e Reabilitação da Igreja de Santa Isabel, Lisboa. Menção Honrosa: Projecto de reconversão do Prédio na Rua da Boavista, 69, Lisboa.

PUB

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *