Projecto de autoconsumo da SunEnergy capacita a Logoplaste com energia sustentável

Por a 17 de Abril de 2020

A SunEnergy, especialista em soluções de produção de energia eléctrica a partir do sol, concluiu a execução de um novo projecto em modelo de autoconsumo na Mealhada, numa unidade industrial do Grupo multinacional Logoplaste, líder na produção de embalagens rígidas de plástico.

PUB

Este novo investimento vai permitir uma redução significativa no consumo de energia paga, contribuindo também para a redução das emissões de CO2. Este investimento enquadra-se na estratégia da Logoplaste de ser o produtor de embalagens com menor emissão de CO2 seja pelo seu modelo de negócio único (fábricas dentro do cliente) que diminui os transportes, seja noutros factores de produção, ajudando assim no combate às alterações climáticas.

O projecto contemplou a instalação de 1.890 painéis solares fotovoltaicos de 315W para a produção de energia eléctrica a partir do sol que será consumida pelo edifício. Com 600 kW de potência, a instalação vai permitir uma produção anual de 800.000 kWh e uma redução de emissões de 500 toneladas de CO2 por ano.

“Na Logoplaste temos a inovação e a preocupação com a sustentabilidade embebidos no nosso ADN e acreditamos que o trabalho que desenvolvemos hoje tem impacto no amanhã. E quando falamos em inovação e sustentabilidade, falamos também em energias renováveis, pelo que foi com entusiasmo que decidimos investir neste projeto, que se coaduna com a nossa política de responsabilidade social e ambiental”, realça Gerardo Chiaia, CEO da Logoplaste.

Já para a empresa especializada em soluções de energias renováveis que conta com cerca de uma década de actividade, este projecto representou um desafio. “Tratou-se de um processo negocial longo, com uma forte concorrência envolvida, e que representou por isso um enorme desafio para as diversas áreas da nossa empresa. Estamos, por isso, bastante orgulhosos pela concretização deste negócio e pelo facto de o Grupo Logoplaste ter depositado em nós a confiança e a responsabilidade de execução deste projecto”, refere Raul Santos, CEO da SunEnergy.

PUB

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *