Braga investe mais de 10M€ na requalificação das escolas do Concelho

Por a 14 de Abril de 2021

Escolas com mais conforto, maior isolamento térmico e acústico e adaptadas às novas exigências. Após a conclusão da primeira fase da requalificação, que representa um investimento de cerca de 2,8 milhões de euros, a Escola Secundária de Maximinos, apresenta agora todas as condições para corresponder às necessidades de alunos, professores e funcionários. A concurso estão já os projectos de requalificação de algumas das seis escolas básicas do Concelho que serão intervencionadas este ano, representando mais de 10 milhões de euros de investimento municipal, numa área de vital importância para a Autarquia Bracarense.

“Esta requalificação é um verdadeiro instrumento de coesão territorial, uma vez que estamos a garantir que estes alunos têm exactamente as mesmas condições de poderem aceder a uma Educação de qualidade, tal como outros de vários pontos do Concelho que já tiveram as suas escolas intervencionadas”, referiu esta Quarta-feira Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, durante uma visita à Escola Secundária de Maximinos, acompanhado pela vereadora da Educação, Lídia Dias e pelo director do Agrupamento, Paulo Antunes.

Com esta requalificação houve uma reorganização dos blocos com a inclusão de novas valências, passando a existir cinco salas dedicadas ao ensino especial e um bloco dedicado em exclusivo às artes, como dança e música. Mais tarde, admite-se uma segunda fase de requalificação, prevendo-se um investimento superior a dois milhões de euros. Até lá, o Município irá viabilizar uma intervenção mais superficial, de forma a garantir a mesma harmonia em todo o equipamento escolar.

“Dentro das estimativas iniciais, a requalificação integral desta escola poderia custar cerca de cinco milhões de euros. Nesta primeira fase estamos a investir cerca de 2,8 milhões, com uma parte substancial do investimento a ser assegurado a expensas directas do Município”, explicou Ricardo Rio.

A requalificação da Escola Secundária de Maximinos foi candidatada ao Programa Operacional Regional do Norte – NORTE2020 com um investimento cerca de 2,8 milhões de euros e um financiamento de 2 197 846,85€.

Requalificação integral dos equipamentos escolares do Concelho

Durante esta visita, Ricardo Rio adiantou que o Município vai continuar a investir na requalificação dos edifícios escolares do Concelho, num investimento que supera os 10 milhões de euros, além do investimento na remoção de fibrocimento nos equipamentos escolares.

“Independentemente do financiamento, avançamos com os concursos para todas as escolas onde existia fibrocimento, como por exemplo na Frei Caetano Brandão, cujas obras já estão concluídas”, adiantou o Autarca, lembrando que ao longo dos últimos anos, o Município tem apostado fortemente na qualificação dos equipamentos escolares com intervenções de fundo nas escolas básicas, nomeadamente em São Lázaro, Merelim S. Pedro, Gualtar ou Esporões.

Entretanto, Ricardo Rio avançou que já estão em concurso projectos para intervenções nas escolas de Este São Pedro, Figueiredo e Nogueira, a que se seguirão a Quinta da Veiga, o Bairro Económico e a Ponte Pedrinha. “No seu todo estes projectos representam cerca de 10 milhões de euros de investimento municipal, para os quais não existe financiamento comunitário e serão executados através do recurso ao empréstimo bancário já contratualizado”, concluiu.

Município elimina fibrocimento nos equipamentos escolares

Ainda no âmbito das intervenções nos equipamentos escolares, o Município de Braga tem como objectivo eliminar integralmente as coberturas de fibrocimento em todos os edifícios escolares, o que representa um investimento adicional superior a cinco milhões de euros.

A medida enquadra-se na estratégia de investimento que a Autarquia Bracarense tem vindo a realizar na requalificação do parque escolar do Concelho e, tendo em conta o Programa de Estabilização Económica e Social, bem como no Programa Nacional de Reformas, foi efectuado um diagnóstico dos estabelecimentos de ensino em articulação com Ministério da Educação, Ministério da Coesão Territorial, Programa Operacional Regional Norte 2020 e com a CIM Cávado.


Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *