Arquitectos europeus vencem concurso Manni Group Design Award

Por a 30 de Abril de 2021

1º Prémio: Garden Rift Tower. Equipa: METAA. França

A segunda edição do Manni Group Design Award “Detroit Waterfront District” tornou público os vencedores. O concurso organizado pela Manni Group, empresa da qual faz parte Isopan, centrava-se desta vez na regeneração urbana da zona de Detroit com vista para o rio. Os desenhadores tinham de imaginar um novo centro de atracção dinâmico para esta grande cidade do estado de Michigan (EUA), na qual se incluam residências de luxo, hotéis e áreas comerciais e culturais. O certame foi desenvolvido conjuntamente com a entidade Young Architects Competitions (YAC) e a empresa Real Estate Sterling Group, e contou com o patrocínio da Colorcoat Prisma by Tata Steel e a colaboração das empresas Rockwool e Dow.

O primeiro prémio foi para a equipa francesa METAA com o projecto “Garden Rift Tower”, que desenharam um novo centro urbano, ligando o Detroit Riverwalk Park ao histórico Washington Boulevard. As brilhantes torres Garden Rift foram construídas com estrutura de aço e revestidas de cobre; erguem-se propondo diferentes volumes sobre um parque que ladeia o rio. A vegetação é o vínculo real entre os três blocos arquitectónicos, que criam jardins suspensos e coberturas ajardinadas, e permitem ao público contar com uma nova zona para desfrutar do novo skyline da cidade.

O segundo prémio para os espanhóis Okuma. “Construir juntos o futuro de Detroit” é o lema da equipa de arquitectos formada por Miguel de Rojas, Gerardo Peregrín e Marc Amigó Cañas. Três edifícios curvam-se e estendem-se diante do rio, criando intermináveis interseções onde coexistem as comunidades sociais e as diversas culturas que habitam na cidade de Detroit. A vegetação integra a arquitectura e o elemento água. O estúdio teve como eixo de desenvolvimento o estudo do ciclo de vida da proposta arquitectónica, que ia desde o seu pré-fabrico externo em aço até à sua montagem in situ, transportando os materiais através da água.

O terceiro prémio foi para o projecto “Detroit 3.0”, dos polacos SOWA.  O projecto da equipa polaca Joanna Cieslikowska, Sylwia Darewicz, Aleksandra Wtulich e Weronika Majchrowicz Detroit 3.0 remasteriza o icónico skyline norte-americano composto por arranha-céus de aço e vidro. Mas como inovação, as três torres do novo centro comercial e residencial incorporam o sistema de cobertura ajardinada GreenROOF e um sistema de vegetação vertical mediante as fachadas ventiladas ARK Wall. Com Detroit 3.0 pretende-se iniciar uma nova era de regeneração urbana sustentável.

O concurso teve, ainda, quatro menções Gold, concedidas pelas empresas Isopan, Manni Green Tech e Manni Sipre, todas do grupo Manni Group, e uma dezena de menções que foram concedidas pelas empresas Rockwool, Tata Steel e Dow.

O júri dos prémios contou com os arquitectos Daniel Libeskind (Studio Libeskind), Marie Hesseldahl Larsen (3xn), Giulio Rigoni (Bjarke Ingels Group), Jean Paul Uzabakiriho (Mass Design Group), Enrico Frizzera (Manni Group), Claudio Chimienti (Tata Steel), Rodrigo Duque Motta (Duque Motta & Aa), Marcos Rosello (All Design), Jorge P.Sllva (Aires Mateus Architects), Michael Guthrie (In-Form Studio), Elie Torgow (Sterling Group), Clive Wilkinson (Clive Wilkinson Architects), Adolfo Suarez (Lombardini 22) e Giovanni De Niederhausern (Pininfarina).


Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *