Grupo Puma: Sustentabilidade e segurança do Sistema Traditerm em obras novas

Por a 6 de Abril de 2021

As alterações regulamentares ocorridas a nível nacional nos últimos anos tal como as constantes necessidades de melhoria das condições de habitabilidade, segurança e impacto no meio ambiente, têm vindo a aumentar os requisitos de qualidade e desempenho das envolventes das fachadas dos nossos edifícios, especialmente a partir do ponto de vista do isolamento térmico, resolução de pontes térmicas, proteção contra humidade, isolamento acústico e resistência a incêndios.

O sistema Traditerm do Grupo Puma constitui uma solução das envolventes de fachada ideal para técnicos, promotores e clientes finais, pois facilita o cumprimento dos vários atuais requisitos na conceção destes revestimentos de edifícios, em especial:

 

  • REH (D.L.118/2013, 20/08): Poupança Energética

 O combate às alterações climáticas pressupõe a redução do impacto ambiental da atividade humana, com o compromisso dos governos de limitar gradualmente o consumo energético dos edifícios e sendo um ponto fundamental o aumento contínuo das exigências em matéria de isolamento térmico nos nossos edifícios.

As revisões contínuas sobre o tema, optam por reduzir os limites de transmissão térmica dos acabamentos de fachada em todas as zonas climáticas do país, traduzindo-se esta tendência na necessidade de aumentar progressivamente a espessura do isolamento térmico na envolvente da fachada.

Os sistemas ETICS (External Thermal Insulation Composite System) são soluções construtivas ideais para atender aos requisitos do REH (Regulamento de Desempenho Energético dos Edifícios de Habitação), pois adaptam-se facilmente às espessuras de isolamento térmico exigidas e praticamente eliminam 100% das pontes térmicas da envolvente da fachada com elementos de construção, como pilares e bordos de laje.

A combinação do ETICS com carpintaria, caixilharia e instalações térmicas adequadas permite obter edifícios com classificação energética A e B de uma forma relativamente simples.

  • SCIE (Portaria 1532/2008, 29/12, Regulamento Técnico de Segurança Contra Incendio em Edifícios): Segurança em caso de incêndio

Na execução do documento sobre a propagação do fogo em fachadas, foi estabelecida a classe de reação ao fogo exigida aos sistemas construtivos de fachadas, em que os materiais são classificados quanto à sua contribuição para o desenvolvimento e propagação de incêndios, e devido à evolução a que estão sujeitos, inclui-se o sistema ETICS pois é um recurso cada vez mais comum.Para limitar o risco de propagação exterior do incêndio na fachada, a regulamentação não permite aos materiais a formação de gotas ou partículas inflamáveis ​​na envolvente durante um incêndio, aumentando significativamente a segurança dos edifícios. Para edifícios, e a partir de uma altura determinada, também se requer uma contribuição ao fogo muito limitada da envolvente da fachada, requisitos que os sistemas ETICS atendem nas suas respetivas homologações.

 

  • Higiene e Saúde

Os sistemas ETICS justificam facilmente o cumprimento dos requisitos de proteção contra a humidade, proporcionando um excelente grau de impermeabilidade e permitindo a sua aplicação em toda a geografia portuguesa. Possuem um revestimento externo de altíssima resistência à infiltração, adaptável aos movimentos do suporte e que garante aderência ao mesmo, proporcionando também alta permeabilidade ao vapor de água.

  • RRAE (D.L 96/2008, 09/06, Reg. Requisitos Acústicos de Edifícios): Proteção contra o Ruído

Embora o papel principal no cumprimento dos valores mínimos exigidos para o isolamento acústico a sons aéreos de uma envolvente de fachada assente sobretudo na conceção base, resulta que os sistemas ETICS são especialmente interessantes para melhorar o isolamento acústico a sons aéreos da fachada, sobretudo o isolamento de lã mineral, devido às excelentes propriedades acústicas proporcionadas por este tipo de material.

Por tudo isso e por características como: desempenho, durabilidade ao longo do tempo e custo-benefício, os sistemas ETICS estão claramente em ascensão e constituem uma ferramenta ideal para atender a todos os requisitos, principalmente a nível térmico, sendo soluções construtivas cada vez mais comuns em edifícios para consumo energético quase nulo.

 

 


Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *