86% dos portugueses recorre à venda, compra ou arrendamento através de agência

Por a 18 de Fevereiro de 2021

Marta Almeida, directora coordenadora nacional da DS Imobiliária

Cerca de 86% dos portugueses assume recorrer aos serviços de uma agência sempre que precisa de vender, comprar ou arrendar um imóvel. Por outro lado, os restantes assumem não o fazer, pois consideram-se capazes de realizar o processo de forma particular. Esta é uma das conclusões do inquérito realizado, na primeira semana do ano, pela DS Imobiliária, a nova marca do Grupo Decisões e Soluções.

De acordo com dados do Banco de Portugal, em 2019, 49% da riqueza total dos portugueses era composta por imóveis de habitação o que permite perceber que se trata de um sector sempre em movimento. Por outro lado, para a maioria das pessoas, comprar e vender casa são os maiores negócios das suas vidas e todas as decisões pesam, sendo a escolha da agência imobiliária uma variável a tomar em consideração. Neste contexto, importa perceber junto dos portugueses que recorrem a uma agência imobiliária que atributos são mais valorizados.

Segundo este inquérito, o “Profissionalismo dos Consultores” é a característica mais apreciada por 91% dos inquiridos. Em segundo lugar, surge a “Disponibilidade” apontada por 67% da amostra. Em terceiro, com 46% dos inquiridos está a ‘Variedade dos serviços disponíveis’ como importante para o processo de compra, venda ou arrendamento de um imóvel.

“Acreditamos que os serviços que prestamos são uma mais valia para quem pretende vender, comprar ou arrendar casa, pois o conhecimento que temos do mercado, através da experiência adquirida pelo Grupo Decisões e Soluções, do qual a DS Imobiliária faz parte e de alguns estudos realizados vão  permitir-nos estar mais próximos das reais necessidades de todos os clientes, para que estes consigam uma maior rentabilidade. Tratando-se na maioria das vezes de negócios que impactam a vida dos clientes, uma agência imobiliária tem de estar à altura das expectativas, tentando sempre superar as mesmas”, segundo Marta Almeida, directora coordenadora nacional da DS Imobiliária.

Este inquérito contou com a participação de cerca de 200 pessoas, 63% mulheres e 37% homens, com idades compreendidas entre os 25 e os 65 anos, residentes em Portugal Continental e Ilhas.

A marca DS Imobiliária foi criada no início deste ano e pretendem  abrir as primeiras 100 agências em Portugal no decorrer dos próximos dois anos e ser uma referência, ao nível na compra e venda de imóveis.


Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *