Rectificação: Prospectiva projecta substituição de cobertura do aeroporto de Faro

Por a 1 de Fevereiro de 2021

O Aeroporto de Faro irá dar início às obras de reabilitação da sua cobertura ainda no primeiro trimestre do ano. A Prospectiva foi a empresa seleccionada para elaborar o projecto da intervenção que, que além da nova cobertura, inclui, ainda, a substituição do sistema de drenagem de águas pluviais e da caixilharia envidraçada no alinhamento G.

Desta forma, a Prospectiva prevê o reforço da estrutura de apoio à cobertura, adequando-a às novas exigências de utilização e regulamentares e a substituição integral da cobertura existente em cerca de 28.000m2.

Na selecção do novo revestimento proposto em projecto, procuraram-se sistemas com perfeita capacidade de modelação à geometria da cobertura existente, com o objectivo de não interferir com a arquitectura original do edifício, recorrendo a materiais de revestimento mais actuais, de resistência, durabilidade e segurança acrescidas.

Adoptou-se um sistema de chapa dupla tipo skinzip, com revestimento interior estrutural e de acabamento, barreira para-vapor, isolamento térmico e acústico, e chapa de recobrimento superior em solução de junta agrafada, em alumínio, com protecção anticorrosiva com resistência à corrosão até RC5, e resistência aos raios UV até RUV4.

O sistema de drenagem pluvial contará com caleiras e ralos de drenagem totalmente novos, melhor adaptados às características da nova cobertura, e a caixilharia envidraçada em todo o alinhamento G, será substituída ao longo de aproximadamente 350m de extensão, por nova caixilharia com corte térmico, e envidraçado com coeficiente de transmissão térmica compatível com a regulamentação em vigor, beneficiando os consumos energéticos associados à climatização. Foram previstos vãos com abertura basculante motorizada, actuados de forma automática através de sensor, ou por comando.

Para melhorar a segurança do edifício, dotou-se toda a área de cobertura de uma rede de extinção automática de incêndio por via húmida (sprinklers), sistema que contribuirá para o arrefecimento da cobertura em caso de incêndio, aumentando a capacidade de resistência ao fogo da estrutura.

Para proporcionar o futuro acesso à cobertura em condições de segurança, nomeadamente para trabalhos de manutenção de equipamentos, limpeza de caleiras, entre outras, previu-se ainda a implementação de um sistema do tipo 3M Fall Protection, constituído por passadiços e linhas de vida fixas, que permitem aceder em segurança a qualquer ponto da cobertura, mitigando o risco de queda para o exterior.

Aeroporto em funcionamento

Um dos maiores desafios deste projecto, foi o de encontrar soluções construtivas, de faseamento de obra e de protecção dos trabalhos, que permitam manter a infraestrutura aeroportuária em funcionamento durante os 30 meses estimados de duração da obra, em totais condições de actividade e segurança para os trabalhadores e utilizadores do aeroporto em geral, tendo contado para o efeito, com o contributo da coordenação de segurança em projecto.

O projecto previu ainda a adequação e reposição de todos os serviços afectados pela execução da obra, nomeadamente e entre outros, redes de drenagem, incêndio, instalações elétricas, de iluminação, som, telecomunicações, segurança e AVAC.

NOTICIA RECTIFICADA: Ao contrário do que estava indicado no título, a Prospectiva não realizou a obra mas sim o projecto


Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *