Aberto concurso para a requalificação do Mercado Municipal do Bairro Padre Cruz

Por a 22 de Novembro de 2020

Já está a concurso público a empreitada para a requalificação e revitalização do Mercado Municipal do Bairro Padre Cruz, em Carnide, Lisboa. Com um preço base de 1,5 M€, o concurso irá decorrer durante os próximos 30 dias (publicado em DR a 13 de Novembro).

PUB

Projectado pelo atelier REDO architects, liderado por Diogo Figueiredo, em parceria com a equipa de Especialidades constituída pela PPE – Planeamento de Projectos de Engenharia e com a OMF Engenharia, o projecto tem uma superfície total do terreno de Intervenção de 2’100 m2 e uma área bruta de construção de 1’513 m2.

A história do edifício onde hoje se encontra o Mercado do Bairro Padre Cruz está estritamente relacionada com a criação e a evolução do próprio Bairro, onde no início do século XX, se localizava a Quinta da Pentieira. Os primeiros levantamentos históricos indicam que a estrutura original, em 1907, albergava uma vacaria e outras dependências que serviriam de apoio às atividades agrícolas. Apenas em 1962 com a criação do Bairro Padre Cruz foi feita a conversão do edifício para Mercado, anexando ao mesmo uma zona de lojas e criando uma zona de praça complementada com áreas de serviço, que foram com o decorrer dos últimos anos descaracterizadas.

O projecto de requalificação, propõe a recuperação da praça original do Mercado, através da conservação e reforço estrutural das paredes principais do edificado e a demolição parcial do interior mais recente, criando uma zona de bancas fixas e outra flexível permitindo a adaptabilidade do espaço para outras actividades, como a criação de uma zona de restauração, um espaço de “co-working” e ainda uma zona dedicada a actividades didáticas.

“Esta reconfiguração permite a criação de um novo primeiro piso, que prolonga o programa do mercado através de duas escadarias colocadas nas extremidades do edifício, criando um percurso contínuo e uma separação dos diferentes sectores. As lojas do primeiro piso contarão com uma ligação direta ao terraço, uma zona de esplanadas com vista para o Bairro que irá coexistir com canteiros dedicados a hortas urbanas que representam um novo paradigma local e global entre a produção e o consumo sustentável de alimentos.

À potencialização do edifício existente é acrescentada uma nova cobertura que surge como elemento agregador de todo o projecto. A geometria da cobertura é redimensionada, estendendo-se a Sul e criando um átrio exterior coberto, um novo espaço polivalente aberto ao público, que contará com intervenções de Arte Urbana e que poderá funcionar como zona de feira.

Este novo ‘chapéu’ define a identidade da proposta, afirmando-se como uma nova referência para toda a freguesia de Carnide e criando um novo diálogo com a história do próprio Bairro.”

PUB

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *