Hotel Campanile Caldas da Rainha abre após investimento de 5 M€

Por a 18 de Novembro de 2020

Indo ao encontro do desenvolvimento e incentivo ao turismo no interior do país, o Hotel Campanile Caldas da Rainha, vai ser inaugurado esta semana. Construído de raiz, esta nova unidade hoteleira vem responder ao conceito de design urbano, contemporâneo e respondendo às exigências modernas, onde o conforto está associado a espaços comuns para lazer, trabalho, negócios e com grande acessibilidade tecnológica e digital. Com uma linguagem moderna e arrojada, o projecto é assinado pelo arquitecto Manuel Moreira de Sousa.

O Hotel Campanile Caldas da Rainha é composto por 82 quartos, recepção, zona de estar, bar, restaurante e serviço wi-fi e contou com um investimento de cinco milhões de euros.

Trata-se de mais uma unidade turística que vem integrar o portefólio do grupo português Flagworld que, neste momento, é constituído por 21 hotéis distribuídos por Portugal, Espanha e Cabo Verde. O grupo emprega perto de 300 colaboradores em todas as áreas de negócio e com um investimento estimado em 20 milhões de euros.

Para Luís Roll, CEO do Grupo Flagworld, a inauguração deste hotel é um passo importante num momento difícil do sector do turismo. Para o empresário, é um voto de confiança no futuro do mercado e de resiliência. “A hotelaria deverá se adaptar a novas realidades, ajustar a sua gestão, tanto comercial como económica, para novos desafios. Fica claro, no entanto, que nos próximos meses a procura será fortemente penalizada e deveremos procurar outros nichos de mercado”, salienta o CEO.

A Flagworld, empresa criada há oito anos, desenvolveu a sua actividade na área do turismo, com o foco na área da hotelaria, agência de viagens e rent a car, considerando que as diferentes áreas são complementares para garantir o sucesso do projecto.

Apesar da multidisciplinaridade, foi a hotelaria a área que se desenvolveu com mais intensidade, nomeadamente com as marcas Golden Tulip, Flag Hotels e Campanile.

“A estratégia desenvolvida pelos grupo foi claramente fazer gestão de hotéis existentes que precisavam de ajuda para optimização da sua rentabilidade, arrendar quando verificamos que representava uma oportunidade para criar uma mais valia para o desenvolvimento o conceito de rede e aquisição em situações muito específicas”, refere Luís Roll.

PUB

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *