Melom assinala uma década e 200 mil obras nas casas dos portugueses

Por a 22 de Outubro de 2020

Fundada em 2010, a Melom está a celebrar o décimo aniversário de operação no mercado nacional. Nascida da necessidade crescente de reabilitação e construção de imóveis, ao longo da última década a insígnia foi responsável por cerca de 200 mil obras em casa dos portugueses. Uma década depois, a empresa destaca sobretudo o contributo para profissionalização do sector e o aumento da confiança dos consumidores e aponta os mercados estrangeiros como objetivo de expansão.

PUB

“Nos últimos 10 anos tivemos como missão profissionalizar o sector das obras em casa, com um conceito pioneiro em Portugal, que tinha um objectivo muito concreto: fazer com que os portugueses confiassem as suas obras (mesmo que pequenas) a profissionais. Variáveis como qualidade, cumprimento de timings, garantia uma oferta que foi conquistando clientes e novos franchisados, permitindo que hoje tenhamos uma rede que cobre a maioria do território nacional. A isto, incorporámos uma estratégia de marketing e comunicação, adicionando atributos emocionais a atributos técnicos, para além da aposta na tecnologia, tanto na interacção com a rede como na relação com o cliente”, refere João Carvalho, diretor-geral da Melom.

Para assinalar a data, a empresa vai lançar este mês a campanha “Don’t do it yourself” (não faça você mesmo), que irá decorrer em ambiente digital. A campanha é composta por dois pequenos vídeos (um que representa a marca MELOM; outro a marca QMACO), concebidos para diferentes plataformas digitais, e visa inverter a tendência do “faça você mesmo”, impulsionada pelo período de confinamento.

Destaque, ainda, para o lançamento do novo website, que além de novo layout, conta agora com um simulador de obras melhorado e parcerias com influenciadoras como “A Pipoca Mais Doce” e “The Master Bedroom” em acções de engagement com o consumidor.

156 franchisados, 650 colaboradores

Actualmente a Melom, juntamente com a Querido Mudei a Casa Obras (QMACO), especializada em pequenas intervenções, contabilizam 156 franchisados, sendo 650 o número de pessoas que trabalham directamente para as insígnias, ou seja, equipas de gestão das unidades franchisadas, com a Melom a representar 426 desses profissionais e o QMACO os restantes 224.

No final deste ano a Melom pretende igualar a marca do ano passado, com cerca de 50 novos franchisados e estima fechar o ano a facturar à volta dos 35 milhões de euros, registando, assim, uma quebra de 10% face a 2019, que se explica devido aos efeitos da pandemia. Ainda assim, será um resultado idêntico ao registado em 2018.

Expansão prevê consolidação em Espanha e França

Espanha foi o país escolhido pela Melom em 2018 para dar os primeiros passos na internacionalização. Nestes dois anos a empresa implementou a marca e a operação, tendo selecionado um novo parceiro que representará a Melom nos próximos 10 anos para a região de Madrid, o que permitirá à marca procurar e selecionar masters para outras regiões de Espanha, enquanto o master regional se foca em desenvolver o negócio com novas franquias e parcerias para Madrid. Actualmente na comunidade de Madrid, a marca tem cerca de 20 franquias em carteira e estima obter uma facturação próxima de um milhão de euros neste primeiro ano de transição para um master local.

A Melom tem como objectivo a expansão do conceito internacionalmente, tendo como foco principal o mercado europeu. Espanha e França, países que já têm relação com empresas do Grupo, são mercados-alvo da rede numa primeira fase.

PUB

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *