Schindler lança novos ascensores modulares

Por a 14 de Outubro de 2020

A Schindler anunciou esta quarta-feira o lançamento de uma nova geração de ascensores modulares, aos quais incorpora recentes inovações tecnológicas. Além disso, conta com serviços digitais adicionais que permitem uma experiência de utilizador totalmente nova. Os novos Schindler 1000, Schindler 3000 e Schindler 5000 em 2020 vão estrear-se primeiro na Ásia e Europa.

Além de proporcionar uma experiência de utilização mais integrada e interactiva, a nova gama potencia o aspecto e a sensação de andar de elevador, ao mesmo tempo que dá maior liberdade aos arquitectos e permite aos proprietários supervisionar o desempenho dos equipamentos em tempo real.

“Colocámos novamente o extra no que nos torna extraordinários e com ele construímos uma nova geração de ascensores modulares a pensar nos Clientes e nos passageiros” refere Christian Schulz, head of Group Operations and Member of the Group Executive Committee. “Um exemplo é que o ascensor pode agora facilmente ser utilizado como uma plataforma de infoentretenimento”.

A nova gama também permite o acompanhamento da performance em tempo real, assim como a manutenção, reduzindo o tempo de inactividade das unidades, ao mesmo tempo que integra o sistema PORT da Schindler, para gestão contactless do tráfego.

Adicionalmente, como a saúde e o bem-estar se tornaram ainda mais importantes nos últimos meses, a Schindler identificou a necessidade de soluções inovadoras contactless. Em resposta, esta nova geração incorpora nas soluções existentes novas funcionalidades, através de painéis de controlo activados por gestos e uma interface que permite aos utilizadores interagir remotamente com o painel através do smartphone, com a app myPORT.

Em linha com a apresentação da nova geração de ascensores, a Schindler está também a relançar o Schindler Digital Plan, uma ferramenta web para arquitectos e designers planearem o ascensor, de acordo com as suas necessidades específicas. A nova gama de ascensores também emite menos CO2 e tem um menor impacto ambiental em comparação com outras soluções actuais.

PUB

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *