Sacyr Somague ganha obras nos Açores. Contratos representam 30M€

Por a 12 de Outubro de 2020

A Sacyr Somague acaba de conquistar dois novos contratos nos Açores, um para a construção da Ponte-Cais no porto das Lajes das Flores e outro para a construção de novas instalações para a Escola Básica Integrada de Arrifes, que representam um total de 18,1 milhões de euros de carteira para a empresa.

PUB

Na ilha de São Miguel a Sacyr Somague conquistou a empreitada de construção de novas instalações para a Escola Básica Integrada de Arrifes. A obra, com um valor de 12,9 milhões de euros e um prazo de execução de 24 meses, permitirá, entre outros aspectos, dotar o estabelecimento de ensino, que é frequentado por cerca de 1.200 alunos, com mais espaço e melhores condições funcionais.

Com esta intervenção será efectuada a demolição integral dos edifícios existentes e construído um edifício novo, adequado às novas exigências de carácter legal e funcional. A intervenção incidirá também no reordenamento de todo o logradouro da escola, nomeadamente zonas de recreio, acessos de alunos e viaturas. A obra decorrerá de forma faseada, acautelando a adequação funcional, espacial e técnica durante as diferentes fases da construção, por forma a não comprometer o pleno funcionamento da escola.

Já na ilha das Flores, a Sacyr Somague, em consórcio, ganhou a empreitada de construção de Ponte-Cais no porto das Lajes das Flores, com um valor de cerca de 17,4 milhões de euros e um prazo de execução de 22 meses. Esta obra consiste na realização de um conjunto de trabalhos de emergência no porto comercial das Lajes das Flores, cuja operacionalidade foi condicionada pelos danos sofridos na sequência da passagem do furacão Lorenzo.

Recorde-se que, ainda na mesma ilha, a Sacyr Somague, também em consórcio, está já a executar duas empreitadas, com valores de 10 e 18,6 milhões de euros, que consistem na requalificação do Porto das Poças e no reforço do molhe de protecção do terrapleno e estrada de acesso ao cais do porto das Lajes. Estes projectos destinam-se a aumentar a capacidade de transporte de passageiros e reduzir o tempo de viagem entre as ilhas das Flores e do Corvo e a garantir a operacionalidade do Cais do Porto da Lajes, que assegura a movimentação das mercadorias necessárias às Ilhas das Flores e do Corvo.

Já na ilha Terceira, a Sacyr Somague encontra-se a executar, pelo valor de 14 milhões de euros, a construção de uma rampa para navios Ro-Ro e ferrys, bem como obras complementares para a melhoria da operacionalidade e do abrigo no Porto das Pipas, para os navios que asseguram a ligação entre as ilhas do Grupo Central, bem como a ampliação do cais existente.

PUB

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *