“Little Africa Maio” promete revolucionar Cabo Verde

Por a 5 de Setembro de 2020

A ilha do Maio, em Cabo Verde, prepara-se para receber o “Little Africa Maio”, avaliado em mais de 550 milhões de euros. O projecto promovido pelo empresário espanhol Enrique Banuelos de Castro, e que tem como potenciais investidores um conjunto de empresários de origem africana, aposta no ambiente e na promoção do ecoturismo em Cabo Verde, sem descurar uma forte componente empresarial e cultural.

PUB

O projecto perspectiva a construção de um hospital privado de primeiro nível e de um colégio internacional, para além de resortes de alto nível, o que constitui uma grande aposta no turismo, e espaços para conferências de nível internacional, e estima criar, a longo prazo, mais de 4 mil postos de emprego na ilha. O “Little Africa Maio” promete revolucionar o turismo na ilha do Maio, estando previsto só na primeira fase do projecto o aumento da capacidade hoteleira dos actuais 70 quartos (INE 2018) para mais de 3000.

Inegável será o seu impacto no PIB caboverdeano, talvez por isso a apresentação pública do projecto de investimento contou com a presença do Primeiro-Ministro, Ulisses Correia e Silva, na sua visita a ilha do Maio, e do presidente da câmara municipal do Maio, Miguel Rosa.
Ambos enalteceram a importância estruturante do projecto para a zona de Porto Inglês, na medida em que abrange os sectores económico, social e ambiental, encontrando-se alinhado com a visão do governo para o desenvolvimento de um turismo sustentável para Cabo Verde e, em particular, para a ilha do Maio.

Com data de arranque marcada para o início de 2021, para o sucesso do empreendimento será determinante a construção de um novo aeroporto, com valências para voos internacionais, o que os promotores garantem estar a trabalhar em conjunto com a ASA-Aeroportos e Segurança Aérea, no sentido de viabilizar uma solução.

PUB

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *