Descontaminação dos terrenos da Matinha avança em Agosto

Por a 31 de Julho de 2020

O Plano de Descontaminação da Matinha divide-se em quatro fases e terá a duração de sete meses, sendo que a primeira fase deste processo deverá arrancar já no mês de Agosto. De acordo com o Jornal Económico, esta primeira fase representa um investimento de 3,200 milhões de euros, um valor que representa um uma parte “muito reduzida do plano” e que poderá aumentar “se chegarmos à conclusão de que poderá ser necessário descontaminar mais solos”, esclareceu Luís Gamboa. COO da Vic Properties, durante o webinar de apresentação do plano, esta quinta-feira, dia 30 de Julho.

PUB

Para realizar este processo de descontaminação a VIC Properties irá actuar em conjunto com o consórcio EGEO Pragosa, uma entidade que actua no mercado de resíduos industriais. A primeira será a escavação de 10 zonas, seguindo-lhe o depósito temporário para ser feita a amostragem e análise que determinam a perigosidade do solo escavado. Depois, segue-se a verificação de admissibilidade em aterro e por fim a carga e envio para o destino final. A primeira fase da obra deverá arrancar já em Agosto e será prolongada até Fevereiro 2021.

“A contaminação é diferenciada, complexa e reflecte uma utilização extensa e intensa em termos industrias ao longo de cinco décadas e que levaram a que o terreno ficasse com as características de um brown field, ou seja, um terreno incapaz de se regenerar por si próprio, sendo necessária a intervenção humana”, explicou Carlos Costa da consultora ambiental eGiamb que realizou um estudo sobre as condições do terreno, escreve o Jornal Económico.

Os terrenos da Matinha, na freguesia de Marvila, em Lisboa têm 20 hectares, com um total de 260 mil metros quadrados (m2) e foram adquiridos em Junho de 2019 pela promotora que aí pretende desenvolver um dos maiores projectos imobiliários em Portugal, estando prevista a construção de duas mil novas habitações, assim como de diversas infraestruturas dedicadas ao lazer e aos serviços.

PUB

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *