Câmara Municipal de Lisboa lança Urbanismo Digital

Por a 23 de Abril de 2020


DR
A Câmara Municipal de Lisboa apresentou esta quarta.feira, dia 22 de Abril, o Urbanismo Digital, uma nova plataforma que permite a tramitação de processos urbanísticos online num único sistema com um interface fácil e intuitivo para o utilizador final. A implementação do Urbanismo Digital vai acontecer em três fases distintas, com introdução de novos serviços e pedidos de forma faseada até à totalidade dos cerca de 400 tipos de pedidos que os utilizadores podem fazer. O primeiro conjunto de pedidos na área do urbanismo fica disponível para os utilizadores já a partir desta quinta-feira.

PUB

Com esta nova plataforma a submissão de novos pedidos passa a ser realizada de forma totalmente online, podendo o utilizador fazê-lo em qualquer lugar e em qualquer altura, 24 horas por dia, assim como consultar a evolução do seu processo sempre que o desejar.

“A Câmara Municipal de Lisboa é um catalisador da recuperação económica do setor imobiliário através do planeamento e licenciamento urbanístico, essenciais para as atividades de projetistas, promotores, construtores, juristas e consultores. Com a entrada em teletrabalho os projectos já passaram a ser submetidos por via electrónica e, agora, com o urbanismo digital fica disponível uma plataforma que integra as funções disponíveis para requerentes, técnicos da autarquia e entidades externas com maior conveniência e simplicidade para todos.”, afirma Ricardo Veludo, vereador do Urbanismo da Câmara Municipal de Lisboa.

Com o urbanismo digital a Câmara Municipal de Lisboa fica dotada de uma ferramenta que permite reforçar a optimização dos seus processos produtivos e consequentemente uma maior celeridade na tramitação de processos urbanísticos. Com a eliminação do papel, nas tramitações dos processos urbanísticos, esta plataforma permitirá ao município ganhos em termos de sustentabilidade ambiental e económica, onde se estima uma poupança anual de cerca de 1 milhão de folhas de papel, o que equivale a 73 mil árvores e 51 toneladas de CO2.

Entre os diferentes pedidos, disponíveis nesta primeira fase de implementação do urbanismo digital, estão as comunicações prévias, os pedidos de informações sobre a viabilidade de operações urbanísticas e licenciamentos de infraestruturas em espaço público, assim como alguns tipos de emissões de licenças para ocupação de via pública. Para submeterem pedidos na plataforma, os utilizadores devem fazê-lo através do site www.lojalisboa.pt e seleccionar a opção “Urbanismo”.

Os restantes tipos de pedidos, não abrangidos nesta primeira fase, devem continuar a ser submetidos por via electrónica para o seguinte email [email protected], bem como quaisquer aditamentos ou novos pedidos na sequência de processos que já se encontravam em apreciação.

PUB

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *