Portuguesa BERD assinou acordo com empresa naval indiana

Por a 14 de Fevereiro de 2020


A BERD – One Bridge One Solution, empresa portuguesa que actua nas áreas de investigação, desenvolvimento e aplicação de soluções de vanguarda para a construção de pontes e viadutos assinou um memorando de entendimento com a indiana Garden Reach Shipbuilders & Engineers (GRSE). A cerimónia foi presidida pelo ministro da Defesa da Índia, no âmbito da exposição internacional DEFExpo 2020, promovido pela tutela da Defesa indiana entre 5 e 9 de Fevereiro.

PUB

Este acordo tem por base a cooperação entre as duas entidades na área de Pontes Modulares, para aplicação civil e militar. As empresas “pretendem expandir o seu negócio oferecendo soluções inovadoras e tecnologicamente avançadas não só na Índia mas também globalmente, com enfoque especial em mercados como o Sri Lanka, Bangladesh, Nepal, Butão e Myanmar, entre outros”, salienta a empresa portuguesa em comunicado.

“A nossa parceria com a GRSE vai criar novas possibilidades na área das Pontes Modulares. Temos experiência em soluções globais que queremos trazer para a Índia, impulsionando a iniciativa do Governo indiano ‘Make in India’”, justifica Diogo Graça Moura, vice-presidente da BERD. A empresa portuguesa é um dos três lideres mundiais na área de métodos e soluções para a construção de pontes. Fundada em 2006, como uma spin-off da faculdade de Engenharia, da Universidade do Porto, já participou na construção de várias pontes um pouco por todo o mundo. Em 2016 lançou a Unidade de Pontes Modulares, que já forneceu centena e meia de pontes, sendo reconhecida internacionalmente pela elevada qualidade e inovação dos seus produtos.

Foram estes os factores que chamaram a atenção da empresa indiana. “A GRSE fabrica pontes tipo Bailey, fornecendo o exército indiano, BRO e outros governos estatais, exportando também para os nossos países vizinhos, Nepal, Butão e Myanmar, entre outros. A BERD tem uma equipa de design com experiência em fabrico de pontes modulares mais leves, com maiores vãos e ciclo de vida mais longo. Vamos colaborar no sentido de desenvolver um novo tipo de estruturas modulares”, referiu o presidente e director geral da empresa de construção naval Vipin Kumar Saxena.

A empresa faz parte da esfera do ministério da Defesa da índia, obtendo a maioria das suas receitas através da divisão de construção naval com capacidade de construção de navios de guerra. A sua unidade de engenharia fabrica equipamentos de convés, pontes modulares pré-fabricadas e bombas marinhas.

PUB

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *