destaque

Especial Cozinhas e Casas-de-banho: Bonitas e funcionais

Sendo áreas aparentemente tão díspares, cozinhas e casas-de-banho apresentam algumas semelhanças, desde logo pela importância que assumem no contexto da vivência de uma casa. Desde logo são hoje encaradas como áreas de fruição, mais do que meros espaços funcionais, assumindo assim uma vertente mais social, de contemplação, relaxamento. Basta perceber, por exemplo, que em relação aos espaços de banho há hoje uma tendência crescente de eliminação da barreira entre a área de banho e o quarto, havendo assim uma sensação de prolongamento do espaço e fluidez de transição entre as áreas. A casa-de-banho de 2019 tem a estética de um spa. A ideia é simples: conseguir um espaço descontraído, potenciado pelo recurso ao mármore ou a pedra natural que conferem uma sensação de pureza e potenciam a sensação de um espaço limpo e simples. RODI Para Diogo Marques, responsável de Marketing da Rodi, “a banca da cozinha é um espaço cada vez mais preponderante na cozinha, fruto da forma como as pessoas vivem esse espaço da casa no seu dia-a-dia. A cozinha é o coração da casa, um espaço de criatividade, de convívio e de partilha, que se quer bonito e funcional”, assegura, acrescentando que “nos grandes centros urbanos, as casas tendem a ter cozinhas pequenas e a versatilidade é a palavra-chave. Deste modo, a rentabilização do espaço disponível é fundamental”. Para Diogo Marques, “a banca da cozinha é cada vez mais utilizada para a preparação das refeições e o lava-louça assume um grande destaque no espaço, pois pode ser o complemento ideal para facilitar estas tarefas”. A este respeito, a Rodi apresenta uma gama de cubas individuais e lava-louças de linhas minimalistas, que se complementam com acessórios de diferentes tipos (escorredores de alimentos, escorredores de louça, tábuas de corte), permitindo executar várias tarefas do dia-a-dia num pequeno espaço da cozinha. “O segredo”, diz, “está na combinação das diversas soluções disponíveis, que são perfeitamente adaptáveis às necessidades de cada cozinha e de cada família”. Neste domínio, a empresa promove o Invictus, um lava-louça premiado internacionalmente, que se destaca pelo seu design vanguardista, com 0 mm de raio, misturadora retrátil e escorredor, que pode ser utilizado com diferentes acessórios ou como cuba complementar. Uma solução elegante e extremamente funcional. A Rodi aposta ainda no conceito de cuba de linhas rectas, com modelos de diferentes dimensões, adaptável às necessidades de cada espaço. Pode ser complementado com diversos acessórios, como tábua de corte, escorredor de alimentos, etc. “Continuamos a investir no design diferenciador dos nossos produtos, como é o caso da gama Invisible. Um conceito de lava-louça diferente, que quando aplicado por baixo do tampo, pode passar completamente despercebido no ambiente da cozinha, pois a sua misturadora é retráctil”, acrescenta o responsável de marketing da Rodi. Miele Ana Ferreira, responsável de comunicação da Miele Portuguesa revela ao CONSTRUIR que identificaram, nos últimos tempos, duas tendências, sobretudo na área da cozinha. Para aquela responsável, “por um lado, há quem queira que os electrodomésticos passem o mais despercebidos possível, mas há também quem os procure enquanto objectos de design”. Para as duas vertentes, diz Ana Ferreira, a “Miele tem apresentado soluções na área dos encastráveis que transmitem ambas as possibilidades. Electrodomésticos sem puxadores ou nas cores mais comuns dos móveis de cozinha são um exemplo da nossa preocupação enquanto fabricante de electrodomésticos premium”. Além disso, acrescenta, “a cozinha é um local onde a tecnologia segue omnipresente, e onde a conectividade reina. É evidente a conexão da cozinha à internet e a dispositivos móveis (tablet, telemóveis…), onde nos permite ligar electrodomésticos em rede. “As inovações disponíveis nos electrodomésticos definem novos padrões na tecnologia aplicada e redefinem a nossa vida diária. Por isso, na Miele trabalhamos para que os produtos façam a diferença e produzam um impacto positivo na vida de cada consumidor”, considera a responsável de comunicação da companhia em Portugal. A este respeito, Ana Ferreira revela ao CONSTRUIR que acabaram de promover o maior lançamento da história da Miele - a Geração 7000 -, uma inovadora gama de encastrar que inclui fornos e placas, fornos a vapor, micro-ondas, aparelhos combinados, máquinas de café, gavetas aquecedoras, uma gaveta de vácuo e máquinas de lavar louça. A Geração 7000 conta com quatro novas linhas de design, que oferecem inspiração para quase todos os estilos de decoração: PureLine, conta com um visual moderno com um puxador sólido, uma aplicação de aço inoxidável discreta e uma frente de vidro em Obsidian Black. VitroLine, destaca o seu estilo integrador com um puxador na cor do aparelho. ArtLine dispensa completamente o clássico puxador da porta, num sentido minimalista e, ContourLine destaca-se com uma estrutura de aço inoxidável marcante, onde o foco está no design do aparelho e na sua tecnologia. Praticamente todos os aparelhos da Geração 7000 já têm um módulo WiFi integrado, que fornece um leque de novas funções práticas adicionais através da ligação à app [email protected] As novas máquinas de lavar louça da Geração 7000 com AutoDos e PowerDisk, por exemplo, funcionam autonomamente quando os tempos de início são programados. Um aparelho ligado em rede também pode ser iniciado ou parado por tablet ou smartphone. Outra novidade é a função RemoteService, que permite que as actualizações de software sejam facilmente instaladas no aparelho através da transmissão de dados. “A inovação contínua mantém-se como um elemento chave da nossa estratégia de produto. Temos de oferecer soluções perfeitas para as necessidades individuais de cada consumidor. E o nosso mais recente lançamento, Geração 7000, demonstrar isso mesmo e posicionamo-nos como a marca de referência no nosso sector”, conclui Ana Ferreira. Electrolux Ao CONSTRUIR, Ângela Pereira, responsável de Marketing da Electrolux, que entre outras representa marcas como a AEG, salienta que no que se refere especificamente a cozinhas, e sendo actualmente este o espaço de eleição dos consumidores para o convívio com amigos e família, “a tendência é que a cozinha seja um espaço acolhedor, onde o design está aliado à funcionalidade”. De acordo com Ângela Pereira, para a AEG o design “consiste em criar formas de acordo com os atributos do objecto e que isso revele as vantagens das novas tecnologias.” Seguindo esta filosofia de Peter Behrens, arquitecto e consultor artístico da AEG no início do século XX a AEG tem vindo a lançar produtos esteticamente interessantes, mas sem nunca descurar a sua funcionalidade. “Mas porque a forma e a função também evoluem, os produtos AEG apresentam tecnologias inteligentes e um design responsivo, desenhados com o foco nas necessidades do consumidor. Isto requer ouvir o consumidor, pelo que antes de lançarmos um novo produto no mercado, este tem de ter recolhido a preferência de pelo menos 70% dos consumidores inquiridos comparativamente à oferta dos principais concorrentes”, acrescenta. A responsável de marketing da Electrolux sublinha ainda que tanto ao nível do sabor como do cuidado da roupa, o factor “experiência” é o que diferencia a marca AEG face ao que existe no mercado. “O nosso departamento de Pesquisa & Desenvolvimento trabalha diariamente para apresentar ao produtos com inovações pertinentes para o consumidor”, sublinha aquela responsável, adiantando que “o recente lançamento da Mastery Range é um exemplo disso mesmo, apresentando produtos com tecnologia de ponta em todas as categorias, com inovações que vêm contribuir para o bem-estar dos consumidores nas suas casas e nas suas cozinhas”. Alguns exemplos são a máquina de lavar loiça ComfortLift, que permite elevar o cesto inferior para facilitar a tarefa de colocar e retirar a loiça da máquina, um produto único que vem revolucionar o mercado. Na categoria de fornos apresentamos uma gama repleta de inovações tecnológicas, desde cozinha a vapor a funções de cozedura assistida, com a ajuda da mais avançada sonda térmica. Na categoria de roupa, os secadores com bomba de calor e a máquina de lavar roupa com tecnologia SoftWater, que faz um pré-tratamento da água, assegurando os melhores resultados de lavagem a temperaturas mais baixas e garante o menor desgaste das fibras da roupa e ainda os recentes modelos com conectividade e AutoDose. “Num futuro próximo, a nossa estratégia de diferenciação passa por continuar a investir no desenvolvimento de inovações valorizadas pelo consumidor, que lhes permitam ter experiências excepcionais”, diz Ângela Pereira, que considera que “essas inovações deverão reforçar os lançamentos de produtos com conectividade, permitindo um nível superior de interacção com os produtos”.” Poderá ser possível controlar os cozinhados remotamente ou simplesmente solucionar problemas sem ter de recorrer à assistência técnica. No entanto, acreditamos que o que fará a diferença será a capacidade de integrar estas novas funcionalidades ao serviço de uma cada vez melhor experiência. É este objectivo que continuará a guiar a AEG”, conclui. Barbot Sofia Miguel, directora de Marketing da Barbot, explica ao CONSTRUIR que a empresa está atenta às tendências de interior e a apresentar soluções criativas no que diz respeito a cores, fórmulas, etc. “Quanto às cores, temos uma panóplia de opções para todos os gostos, no entanto destacamos nos tons mais quentes como o amarelo ou o vermelho ou cores que transmitam tranquilidade às divisões, por exemplo o azul e o coral”, diz, adiantando que “tanto no caso das casas de banho como das cozinhas a mármore ou a pedra natural são muito utilizadas, conferem uma sensação de pureza e potenciam a sensação de um espaço limpo e simples, por isso fica sempre bem uma cor de contraste quem é adepto de ambiente menos monótonos, para quem quer manter a simplicidade os tons neutros são sempre uma boa opção”. Além das cores, “temos produtos que apelam à criatividade como o Ardósia, que permite a todos os habitantes da casa dar ‘asas’ à imaginação e fazer desenhos a giz, esta tinta é perfeita para aplicar nas cozinhas, seja numa parede seja para revestir a porta de um frigorífico, por exemplo”, reforça Sofia Miguel, que adianta que “a tinta íman é aquilo que o nome indica, tem efeito íman e permite-nos decorar as pareces com fotografias, desenhos, mensagens… Por fim, temos a tinta Infinity que pode ser aplicada em várias superfícies como madeira, metal, vidro, cerâmica ou PVC”. “No portefólio da Barbot temos a tinta para cozinha e casas de banho, uma tinta aquosa, 100 acrílica, com bom poder de cobertura e óptima lavabilidade”, refere ainda aquela responsável. Já sobre as novidades em que a empresa está a trabalhar, a responsável de marketing da Barbot indica que “a Barbot procura sempre soluções que nos coloquem na vanguarda. Recentemente lançamos a tinta Dioplaste Eco, a primeira tinta sem biocidas a chegar ao mercado ibério. Primeiramente, esta estava apenas disponível em branco, mas sendo esta uma tinta do interior, pensada para toda a família e em proporcionar um ambiente mais saudável, quisemos alargar as opções de cor e acabamos de lançar o novo catálogo com 56 cores”. “Ainda este ano também lançamos duas tintas inovadoras: a Promapaint - SC3 e SC4. Este produto tem como principal característica o facto de ser intumescente de base aquosa, oferecendo protecção passiva contra o fogo em estruturas metálicas. Em caso de incêndio, cria uma espuma isolante protectora”, conclui Sofia Miguel. Sanindusa “A grande tendência assenta em propostas dirigidas ao segmento da decoração.” É desta forma que a responsável de comunicação da Sanindusa enquadra o cenário das tendências que se verificam nestes segmentos de mercado. Elsa Gala salienta que a empresa, de modo a responder a esta perspectiva, “já apresentou algumas novidades com especial enfoque em novas cores e acabamentos, quer para o segmento das cozinhas, quer para o das casas de banho”. No entender desta responsável, na cozinha as soluções passam pela oferta de novos acabamentos, nos lava-louças o preto mate e nas torneiras de cozinha o inox, o bronze, o inox escovado e o bronze escovado, todas elas alinhadas com as tendências mais actuais da decoração. “Nas casas de banho, as soluções vão desde os tons vibrantes a neutros, os efeitos mate a brilho e as combinações bicolores e texturas”, salienta Elsa Gala, acrescentando que “nos lavatórios Morfys a oferta foi alargada com as novas cores de efeito espelhado: ouro, cobre e rainbow. Já os Round apresentam-se com uma nova palete de cores, privilegiando o acabamento mate: branco /ouro, ouro, branco e preto”. Nos sanitários suspensos Sanlife oferecem-se duas alternativas ao tradicional branco brilho, surgindo agora na cor taupe e em branco mate texturado. Os acabamentos metálicos, como o bronze ou ouro brilho, encontram o seu espaço em elementos como acessórios ou torneiras”, salienta aquela responsável. Sanitana Quem também se manifestou a propósito das tendências na área das Cozinhas e Casas-de-banho foi a Sanitana. Ao CONSTRUIR, a responsável de comunicação da empresa constata uma “preocupação com a sustentabilidade e a procura de uma relação mais saudável com o meio ambiente”. Lina Sousa revela que “ao nível dos espaços, isto tem-se traduzido em organizações mais simples – onde menos é mais – e uma procura de elementos orgânicos e naturais, como a pedra, a madeira natural e o uso de plantas, que transportam para dentro da casa o mundo exterior”. “Pensando nestas novas formas de viver as casas, temos trabalhado em soluções tecnologicamente mais aptas a poupar recursos naturais, como é o caso da poupança de água nas torneiras, e temos escolhido desenvolver mobiliário com madeiras nobres”, salienta a responsável de comunicação da empresa. Lina Sousa recorda que a Sanitana lançou recentemente duas novas banheiras freestanding, a Aman e a Zaha, “que acreditamos serem propostas verdadeiramente interessantes para todos aqueles que têm um pouco mais de espaço e procuram uma experiência mais premium de bem-estar. Iremos também brevemente lançar uma nova cabina de hidromassagem, com um leque de funcionalidades na vanguarda da tecnologia e com um design muito apelativo”. “Estamos igualmente a trabalhar no desenvolvimento de uma nova gama de lavatórios em solid surface, com um desenho mais orgânico e medidas que irão permitir uma maior liberdade na hora de escolha de ocupação dos espaços”, conclui. Erix Os responsáveis da Erix, fabricante de produtos sanitários, consideram que “quando falamos em edifícios residenciais, cozinhas e casas-de-banho ocupam um papel importante no dia-a-dia de uma família e são determinantes para a valorização de uma habitação, tanto em termos de funcionalidade, conforto como em termos de eficiência hídrica e energética”. Ao CONSTRUIR, Iris Correia salienta, noutra perspectiva, que “quando falamos em edifícios não residenciais, como hotéis, escritórios ou centros comerciais, as cozinhas e casas de banho são igualmente decisivas para uma gestão eficiente da água e energia, além de existir também uma grande preocupação com a funcionalidade e o conforto dos espaços”. A responsável de marketing da empresa entende que há, hoje em dia, uma grande preocupação com a poupança, seja de energia ou água. “Já há algum tempo que a Erix tem vindo a apostar no alargamento da sua oferta de produtos nesta área, com o desenvolvimento de autoclismos e torneiras com classe hídrica A++. Mais recentemente, aplicou a tecnologia das torneiras automáticas dos espaços públicos, às torneiras de casa de banho da linha OÁSIS - accionamento automático e manual- e às torneiras de cozinha da linha PRESENCE - accionamento por aproximação ou toque-, facilitando o uso racional da água também em espaços domésticos”, diz. Iris Correia revela igualmente que a última novidade foi o lançamento da colecção GREEN, composta por torneiras, secadores de mão e urinóis que têm características e desempenhos que promovem a responsabilidade ambiental e a construção sustentável, sem comprometer conforto e design. As torneiras - temporizadas, electrónicas e residenciais - são totalmente diferenciadoras no sentido de que estão equipadas com perlatores de alta eficiência em economia de água permitindo caudais desde 1,8 lts/min. Esta colecção tem vindo a responder também à crescente procura por soluções que contribuem para o processo global de certificação de um edifício, como a certificação LEED ou BREEAM. Identificamos igualmente a certificação de edifícios, em termos de sustentabilidade como uma tendência”. A responsável de marketing da Erix acrescenta ainda que a empresa está a promover a colecção SOLID, constituída por lavatórios e bases de duche fabricadas num composto mineral e Gel Coat sanitário que permite obter produtos antiderrapantes, antibacterianos e resistentes aos raios UV e aos produtos químicos. Além destas características, “a versatilidade é uma das mais-valias, já que os lavatórios e as bases de duche podem ser feitos à medida para optimizar o espaço na casa de banho e podem ter várias cores, texturas e formatos, permitindo satisfazer requisitos específicos de arquitectura e design. Revigrés Para a Revigrés, há uma tendência em torno das madeiras que importa não descurar. O Conselho de Gerência da empresa diz ao CONSTRUIR que “nas casas de banho, o efeito da madeira natural é muito valorizado para tornar a atmosfera mais acolhedora”. De modo a responder a essa lógica, a Revigrés lançou a colecção Nordik, “revestimentos e pavimentos cerâmicos que reproduzem a nobreza das madeiras nórdicas num formato inovador: 180cm”. Disponível em 4 cores e 5 formatos, esta solução vem reforçar a nossa oferta de coleções que reproduzem o efeito deste material natural, aliado à maior resistência, durabilidade e fácil manutenção da cerâmica. De acordo com a mesma fonte, “as paredes da casa de banho continuam a ser idealizadas em tons claros, uma vez que estes tons facilitam a decoração e dão a sensação de mais luz e espaço. A este nível, nos revestimentos, observa-se uma tendência para tons neutros, como bege, branco e cores terra”. Em resposta a esta tendência a empresa apresentou a colecção de revestimentos Elements, com quatro cores neutras e estruturas que conferem elegância estética aos espaços e promovem interiores minimalistas. “Na cozinha, caminhamos a passos largos para que este se torne um espaço multiusos: por um lado, de convívio e lazer para toda a família, por outro, de trabalho. Existe, por isso, uma maior preocupação com a decoração desta área, onde as cores vivas são uma opção cada vez mais frequente”, assegura o Conselho de Gerência da Revigrés, que aposta na colecção Revival, com revestimentos cerâmicos que assinalam o regresso do tijolo tradicional com brilho e uma palete de 9 cores contemporâneas. “Mais recentemente, lançámos também a coleção Season, revestimentos com cores e texturas que recriam o efeito do têxtil e promovem ambientes envolventes e acolhedores que apelam às novas sensações que resultam das histórias que se escrevem neste espaço”, conclui. Os responsáveis da empresa destacam ainda o sistema DECK SMART, um deck cerâmico para espaços exteriores de fácil encaixe, adequado para aplicação em piso sobrelevado. “A montagem desta solução é simples e rápida, através do encaixe e fixação de peças com linguetas, sobre uma estrutura. Esta estrutura pode ser aplicada em vários tipos de piso, como asfaltos, betão, compósitos, madeiras e isolamentos, entre outros”, recordam, sublinhando que “uma vez que é removível, DECK SMART facilita ainda a substituição de peças e o acesso a sistemas ocultos, como tubagens”.