82% do pipeline residencial desde Janeiro é de construção nova

Por a 25 de Julho de 2019

No 1º semestre deste ano entraram em licenciamento 18.806 fogos integrados em 7.626 projectos residenciais de construção nova em Portugal, um volume que equivale a 82% do total de 23.001 casas contabilizadas em pipeline nesse período.

PUB

Em número de projectos, o peso da construção nova é de 81% nos 9.369 projectos em carteira no País. Enquanto os projectos de reabilitação, num total de 1.743, geraram 4.195 casas.

Estes dados reflectem os mais recentes resultados do sistema estatístico Pipeline Imobiliário, apurado pela Confidencial Imobiliário com base nos pré-certificados energéticos emitidos pela ADENE e que devem obrigatoriamente integrar os processos de licenciamento municipal de obras (com excepção de reabilitações de menor profundidade ou de obras em edifícios classificados). Esta fonte cobre, portanto, a totalidade do universo de novas obras em lançamento de promoção nova e reabilitação.

No segmento de construção nova contabilizam-se no 1º semestre de 2019 apenas oito edifícios de apartamentos com mais de 100 fogos, que em conjunto, disponibilizam 1.135 unidades. Tais projectos situam-se em Lisboa (dois projectos: um com 195 fogos, em Campolide, e outro com 115 no Parque das Nações); no Porto (dois em Paranhos, com 133 e 100 fogos e um outro em Campanhã, com 112 unidades); em Silves (em Armação de Pêra, com 256 apartamentos); Oeiras (com 113 fogos) e Matosinhos (com 111 fogos).

Considerando apenas os edifícios de apartamentos, responsáveis por 10% dos projectos e 59% dos fogos no segmento da construção nova, continuam a dominar os edifícios com 20 ou menos fogos, que representam 80% destes projectos.

No período acumulado de dois anos e meio, compreendidos entre Janeiro de 2017 e Junho de 2019, a carteira residencial de construção nova soma 74.409 fogos resultantes de 32.707 projectos habitacionais, o equivalente a 80% do número de fogos em licenciamento no País nesse período. Já na reabilitação foram lançados 7.616 projectos, num total de 18.720 fogos.

No total, contabilizando a construção nova e as unidades resultantes do projectos de reabilitação, a carteira ascende a 93.129 fogos distribuídos por 40.323 projectos.

PUB

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *