Empresas vão ter linha de crédito para se adaptarem ao Brexit

Por a 17 de Janeiro de 2019

DR

O Governo vai disponibilizar 50 milhões de euros para apoiar as empresas portuguesas que exportam para o Reino Unido, de forma a mitigar o impacto da saída da União Europeia (o chamado Brexit). A decisão foi comunicado no final de reunião do Conselho de Internacionalização da Economia, em Lisboa, e deverá ser aprovada no Conselho de Ministros.

PUB

A linha de crédito será direccionada a Pequenas e Médias Empresas, através do sistema de garantia mútua, e servirá para se adaptarem internamente aos novos procedimentos de exportação que serão exigidos, à procura de novos mercados, mas também a necessidades de fundo maneio, uma vez que os prazos de recebimento podem aumentar.

“O facto de poder haver a linha de apoio aplica-se no caso de haver acordo, porque também neste caso as empresas terão de se adaptar, mas terão mais tempo para se adaptar”, explicou Santos Silva, ministro dos Negócios Estrangeiros.

Além disso, “esta linha de financiamento destina-se a apoiar as empresas quer o parlamento britânico aprove ou recuse o acordo negociado entre o Governo britânico e a União Europeia porque a saída do Reino Unido terá na mesma implicações importantes para a economia portuguesa e para as empresas”, acrescentou.

As medidas apresentadas às associações empresariais no Conselho de Internacionalização da Economia incluem incentivos à análise do impacto do Brexit em cada empresa e a acções de formação para as empresas sobre o tema, desde logo com o apoio nomeadamente da Agência para a Competitividade e Inovação ( IAPMEI)

PUB

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *