Câmara de Estarreja lança concurso para recuperar antiga fábrica de arroz

Por a 24 de Dezembro de 2018

O edifício da antiga fábrica de descasque de arroz ficou ao abandono após cessar a laboração e esteve em perigo, mas a Câmara Municipal de Estarreja (CME) que, entretanto, o adquiriu, lançou agora o concurso público para a sua reabilitação, de acordo com informação do Diário de Notícias.

PUB

O valor base do concurso é de cerca de 1,2 milhões de euros, sendo o prazo de execução de ano e meio, e a antiga fábrica, com uma área total de 352,47 metros quadrados, será dividida em “Espaço de Memórias”, zona multifuncional e área de restauração.

Quando adquiriu o imóvel, a autarquia retirou um conjunto de equipamentos e utensílios usados no descasque de arroz, com vista à criação de um núcleo museológico ligado ao ciclo do arroz, que deverão voltar ao edifício, após estar concluída a sua reabilitação.

Considerando a antiga fábrica do descasque do arroz “um marco histórico no concelho de Estarreja”, Diamantino Sabina, presidente da CME acredita que foi encontrada a solução para preservar aquele espaço.

A fábrica de descasque de arroz foi instalada junto à estação da CP nos anos 20 do século passado e para a sua laboração foi feito um pequeno açude no Rio Antuã e montada uma turbina hidroeléctrica, aproveitando os antigos moinhos da Quinta da Costa, que fornecia energia à unidade fabril, mas também para a iluminação pública de algumas ruas da vila.

PUB

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *