Consulplano “parceira” de Niemeyer na nova biblioteca de Argel

Por a 5 de Novembro de 2018

A Consulplano, do Grupo PCG Profabril Consulplano, foi contratada pelo atelier do arquitecto Oscar Niemeyer para a elaboração do projecto da Biblioteca Árabe-Sul-Americana em Argel, (Boumediène) por encomenda directa do Presidente da República da Argélia.
O atelier, gerido agora por Ana Niemeyer, entregou à companhia um projecto que foi executado em apenas 3 meses, em coordenação permanente com as entidades locais e recebeu a aprovação imediata do Dono de Obra, embora durante os 6 meses seguintes tenha sofrido várias alterações de pormenor, até se chegar à aprovação final por parte de todas as Entidades Estatais envolvidas no processo. Durante este último período foram também revistas outras estruturas do mesmo complexo, com o mesmo objectivo de adaptação às condições sísmicas do local.
Segundo revela a Consulplano em comunicado, o projecto da Biblioteca Árabe-Sul-Americana consiste num complexo cultural, cujo investimento global ronda os 110 milhões de euros, constituído por cinco edifícios unidos pelos pisos de estacionamento: a Biblioteca propriamente dita; um Restaurante; um Teatro; uma Residência; e a Sede da A.R.P.C (Agência Nacional para Gestão da Realização de Grandes Projectos Culturais).
O edifício em questão tem uma área de implantação de aproximadamente 3.000 m2, desenvolvendo-se em altura por 2 pisos enterrados e 9 pisos acima do solo. Os pisos estarão repartidos por estacionamento e instalações auxiliares à Biblioteca (nos pisos abaixo do solo), no Rés-do-chão estará localizada a entrada principal do edifício, a recepção, uma cafetaria, uma boutique e ainda uma zona livre coberta; no Piso 1, estão concentrados alguns serviços administrativos e internos da Biblioteca; já nos pisos 2 a 5, destinados à ocupação de salas polivalentes com serviços destinados ao grande público, como música, vídeo, leitura e arquivos; os pisos 6 e 7, estão reservados totalmente a investigação e não acessíveis ao grande público; já o piso 8, igualmente não acessível ao público, está destinado à administração; na cobertura, ficam localizadas as instalações técnicas do edifício.
Segundo revela a Consulplano, todos os pisos são servidos por circulação vertical, através de um núcleo principal (no centro do edifício) e dois secundários (um de cada lado do edifício).
A estrutura do edifício foi simulada por um modelo de cálculo tridimensional no SAP2000 v15, de elementos finitos lineares e planos, solicitados pelas acções permanentes, sobrecargas, acção do vento, acção da temperatura e acção sísmica.
As lajes e as paredes dos núcleos são simuladas por elementos finitos planos (tipo casca). As vigas e os pilares são simulados por elementos finitos tipo barra. As acções são consideradas isoladamente e os esforços são combinados de acordo com as combinações de acções estipuladas no Eurocódigo.

PUB

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *