Operação Integrada de Entrecampos com “mais” 3 hectares

Por a 24 de Julho de 2018

A Câmara Municipal de Lisboa (CML) pretende “anexar” mais 27 mil m2, correspondente a cerca de 3 hectares, aos terrenos inicialmente considerados na Operação Integrada de Entrecampos (OIE), escreve o Expresso online.

De acordo com o semanário, esta foi “a solução encontrada pela Câmara de Lisboa para viabilizar a Operação Integrada de Entrecampos – na qual os terrenos da antiga Feira Popular são a âncora de um projeto urbanístico que terá habitação, comércio e serviços – passa pela ‘anexação’ de espaços da via pública equivalentes a três campos de futebol”.

A ser aprovada esta nova proposta para os terrenos da OIE, os quase três hectares vão, assim, ser “subtraídos” às avenidas 5 de Outubro, da República e das Forças Armadas, assim como mais duas partes, uma junto à rotunda de Entrecampos e outra na Rua Cordeiro de Sousa (junto à linha férrea). A área daquelas ruas e avenidas (terrenos integrados no domínio público municipal) é somada a uma parte do terreno onde esteve a Feira Popular para assim garantir uma determinada construção no local.

Recorde-se que da Operação Integrada de Entrecampos, fazem ainda parte outros três lotes de terrenos: dois junto á urbanização da EPUL e outro junto à Avenida Álvaro Pais.

Está agendada para esta terça-feira, em reunião plenária da Assembleia Municipal de Lisboa, a apreciação da nova proposta de hasta pública dos terrenos de Entrecampos, onde em tempos funcionou a antiga Feira Popular. Trata-se de um processo com largos antecedentes, que já esteve em hasta pública condicionada e aprovada pela Assembleia Municipal em 14 de julho de 2015. A Câmara reformulou toda a operação, incluindo-a, através de um loteamento municipal sobre a parcela B, na Operação Integrada de Entrecampos, que envolve outros terrenos municipais e outras entidades públicas, com vista a lançar, nas imediações dos lotes que agora se pretendem colocar novamente à venda, habitações em renda acessível e equipamento.

PUB

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *