Garagem Sul recebe exposição que reflecte sobre processo de construção na arquitectura

Por a 5 de Julho de 2018

A Garagem Sul do Centro Cultural de Belém (CCB), inaugura no próximo dia 10 de Julho a exposição de arquitectura “Building Stories. Histórias Construídas”, que conta com a curadoria de Rodrigo Costa Lima e Amélia Brandão Costa (Brandão Costa Lima Arquitectos). A exposição fica patente até 14 de Outubro.

De acordo com a sinopse da mostra, trata-se de uma exposição sobre “como a arquitectura é produzida e construída”. “Apesar de o processo de construção ser apenas um dos aspectos do edifício, é utilizado como leitmotif desta exposição, permitindo entender a arquitectura na sua complexa globalidade. ‘Histórias Construídas’ oscila entre a escala territorial e a dimensão individual, acompanhando o imaginário do arquitecto”, pode ler-se na descrição.
Da exposição fazem parte “projectos realizados, pontos de viragem ou simples anotações e desejos dos ateliers de arquitectura de Vylder Vinck Taillieu, Maio e Ricardo Bak Gordon”, que são apresentados “como expressões vivas de um universo mais amplo”.

Deste modo, “a exposição estabelece um diálogo entre arquitectos que – apesar de cada um ter as suas próprias ideias, métodos e expressão formal – partilham a arquitectura como território comum, onde tecem as suas abordagens singulares”.

“Uma Praça no Verão”

Recorde-se que, no mesmo dia, inaugura “Uma Praça no Verão”, da autoria do atelier Promontorio em parceria com a Amorim Isolamentos. A Praça do CCB, que costuma acolher uma construção efémera nos meses de Verão, que conjuga vários usos, espaço lúdico e de permanência, recebe este ano uma “instalação cuja presença no espaço pretende conduzir a uma experiência emocional e puramente arquitectónica”.

A convite da Garagem Sul, o atelier Promontorio concebeu uma combinação de duas salas a céu aberto “definidas por uma colunata dupla inacabada, sugerindo ruínas que se interpõem no atravessamento da praça actual”, bem como “duas zonas de estar virtualmente abertas a diferentes apropriações, entre as quais, um espaço para ver cinema”. A Praça permanece no CCB até 16 de Setembro.

 À semelhança das edições anteriores, o aglomerado de cortiça expandida, da Amorim Isolamentos, foi o material seleccionado para a instalação arquitectónica. “A versatilidade estética e a suavidade ao toque deste material, a que se juntam as suas características ecológicas – 100% natural e reciclável – tornam-no um dos mais interessantes para serem explorados em projectos de construção e de design, que se pretendam simultaneamente sustentáveis e de grande desempenho técnico”, garante a Amorim Isolamentos.
PUB

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *