Trienal procura propostas para adaptar Mercado de Santa Clara a novos usos

Por a 20 de Julho de 2017
unnamed

A Trienal de Arquitectura de Lisboa lançou oficialmente o Concurso de Ideias de Arquitectura para o Mercado de Santa Clara, em Lisboa. O concurso de âmbito nacional recebe propostas até 9 de Outubro de 2017 e pretende  encontrar a melhor solução de adaptação do mais antigo mercado coberto da capital a negócios da economia cultural e criativa associados ao Design, Media, Artes, Cultura e Inovação.

De acordo com os termos do concurso, divulgados pela Trienal, o objecto principal deste estudo prévio simplificado é a adaptação da nave central e seu dois acessos a Este e Oeste.  Com uma única fase, este concurso está sujeito a anonimato. e à proposta vencedora será atribuído um prémio monetário de 5 mil euros.

Como responsável pelo desenho e promoção do concurso, a Trienal de Lisboa reafirma a sua vontade de dinamização da freguesia em que está instalada e a participação activa na sua regeneração. Sendo o mercado uma das estrutura incontornáveis desta zona da cidade, e porque “é altura de olhar com atenção para o Campo de Santa Clara e perceber que o que ali está é um conjunto excepcional de edifícios que numa volta de 15 minutos contam muitas histórias de Lisboa.”(Alexandra Prado Coelho in Público), considera a Trienal que esta é também a oportunidade de reflexão pública sobre a utilização futura deste espaço.

Da autoria de Emiliano Augusto de Bettencourt, o Mercado de Santa Clara é um exemplo da utilização privilegiada do ferro em Arquitectura, típica do fontismo do final do século XIX, patente na estrutura da nave e nos portões de ferro forjado. A sua história está associada à da Feira da Ladra que, em 1882, passou a preencher o espaço circundante. Desde 2011, o Mercado Santa Clara acolhe o Centro das Artes Culinárias, resultado duma parceria entre a Câmara Municipal de Lisboa e As Idades dos Sabores – Associação para o Estudo e Promoção das Artes Culinárias, funcionando enquanto espaço de desenvolvimento destes saberes através de mostras, workshops, venda de publicações, produtos tradicionais, entre outros eventos temáticos, seguindo fiel à sua história relacionada com o saberes antigos.

O concurso é promovido pela Câmara de Lisboa, no quadro do programa de revitalização dos mercados.

Calendário
Esclarecimentos: até 10 Setembro
Visita ao local: 6 Setembro (com pré-marcação até 4 Set.)
Data limite de submissão: 9 Outubro, 17h (GMT)
Anúncio dos Resultados: 3º trimestre de 2017.
PUB

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *