Trienal distingue franceses Lacaton & Vassal com Prémio Carreira

Por a 10 de Outubro de 2016

lacatonA Trienal de Arquitectura de Lisboa distinguiu os franceses Lacaton & Vassal e os chilenos UMWELT, com o Prémio Carreira e Début Trienal de Lisboa Millennium bcp, respectivamente.

Sobre a atribuição do Prémio Carreira, André Tavares, curador-geral desta 4ª edição da Trienal, refere que “as obras de Lacaton & Vassal são um exemplo claro de como a inteligência da arquitectura é um bem partilhável que circula pelos quatro cantos do mundo para se materializar em formas construídas. A sua atenção aos programas e aos contextos de actuação tem sempre em conta essa responsabilidade da arquitectura pelo uso, sejam os usos das tecnologias e saberes construtivos disponíveis, sejam os usos que antecedem as construções, sejam os usos que lhes dão sentido e futuro. É uma dupla de arquitectos que já percorreu uma carreira merecedora deste prémio que, tenho a certeza poderá contribuir para o êxito das suas obras futuras.”

 José Mateus, Presidente da Trienal, considera que “o trabalho de Lacaton & Vassal ganhou projecção mundial pela sua grande relevância e especificidade. Desde pequenas obras marcadas pelo questionamento de tipologias e de materiais que transitam do campo do seu uso habitual, adquirindo um novo estatuto, à actuação sobre arquitecturas pré existentes, reinventando-as para novos ciclos de vida, a sua obra é um exemplo extraordinário da capacidade de transformação que a arquitectura pode conter.”

Fundado por Anne Lacaton e Jean Philippe Vassal, em Paris, o atelier Lacaton & Vassal é reconhecido internacionalmente por um manifesto programa ético de reutilização de meios e estruturas, assim como pelas suas delicadas intervenções de reabilitação. Os seus projectos de referência são o Palais de Tokyo (Paris), Escola de Arquitectura de Nantes e Cité Manifeste (Mulhouse).

Recorde-se que o Prémio Carreira Trienal de Lisboa Millennium bcp  assinala o compromisso da Trienal e da Fundação Millennium bcp com a promoção da excelência de indivíduos ou ateliers cujo trabalho e ideias tenham influenciado e continuem a ter um efeito profundo na prática e no pensamento actuais da arquitectura.

A cerimónia de entrega do prémio decorrerá no dia 15 de Novembro no Grande Auditório do Centro Cultural de Belém, seguindo-se uma conferência levada a cabo por Anne Lacaton e Jean Philippe Vassal. A dupla francesa irá receber um galardão que é uma obra de arte da autoria de José Pedro Croft, escolhido para conceber o prémio desta edição, depois de Pedro Cabrita Reis (2007), Rui Chafes (2010) e Fernanda Fragateiro (2013). Nas edições anteriores, foram distinguidos os arquitectos italiano Vittorio Gregotti (2007), o português Álvaro Siza Vieira (2010) e o inglês Kenneth Frampton (2013).

Os chilenos UMWELT, foram os vencedores do Prémio Début Trienal de Lisboa Millennium bcp, que na 2ª edição mantém o objectivo de reconhecer o trabalho e promover a carreira das novas gerações de arquitectos ou ateliers com menos de 35 anos.

Segundo a Trienal de Arquitectura, depois de uma criteriosa avaliação das mais de 140 candidaturas chegadas de todo o mundo, o júri internacional composto por André Tavares (PT), Fernanda Bárbara (BR), Luís Santiago Baptista(PT), Margarita Jover (ES), Mimi Zieger (US), Tetsuo Kondo (JP) e Tim Abrahams (UK) decidiu atribuir o prémio ao atelier UMWELT, sediado no Chile.

Segundo André Tavares, curador-geral e membro do júri, “o portfólio de trabalhos já realizados por esta dupla promissora combina obras já construídas com trabalhos de investigação muito relevantes. Não só se encontram laços entre o seu olhar crítico sobre a paisagem e o território, mas também existe uma forte ligação entre o pensamento conceptual e as estratégias de materialização das suas obras, em que o pensamento e o rigor da construção impulsiona a renovação do imaginário formal da arquitectura.”

De modo a contribuir para o crescimento criativo, intelectual e profissional destes profissionais em início de carreira, o vencedor Début Trienal de Lisboa Millennium bcp 2016 receberá um prémio monetário de 5 000€ sendo também convidado a dar uma conferência durante a semana de encerramento do evento (08-11 Dez 2016). Recorde-se que na primeira edição, em 2013, o vencedor foi Bureau Spectacular de Jimenez Lai (US). A Fundação Millennium bcp patrocina o Prémio Carreira desde a sua criação, em 2007, e o Prémio Début desde 2013.

 

 

 

 

PUB

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *