Corticeira Amorim associa-se a Trienal de Arquitectura de Lisboa

Por a 10 de Setembro de 2013

A Corticeira Amorim associou-se pela segunda vez à Trienal de Arquitectura de Lisboa, na exposição “Futuro Perfeito”, onde segundo a empresa, “serão evidênciadas as inúmeras valências da cortiça”. A exposição estará patente de 13 de Setembro até 15 de Dezembro, no Museu da Eletricidade, em Lisboa.

Com curadoria de Liam Young, Futuro Perfeito apresenta o resultado da pesquisa colectiva sobre os espaços, os objectos, as culturas e as narrativas de uma cidade do futuro – um urbanismo imaginário, as paisagens que o rodeiam e as histórias que este contém.

As cidades imaginadas para o futuro são apresentadas no Museu da Eletricidade, espaço onde foi construída uma topografia em cortiça Amorim, numa modelação similar a um terreno e floresta com elevações e um túnel de acesso. Os espaços foram integralmente revestidos com aglomerados e isolamentos de cortiça, selecionados pelas suas múltiplas características e carácter sustentável.

Segundo a Corticeira Amorim, “a cortiça tem indubitavelmente um papel importante a desempenhar na construção do futuro”. Desta forma, “a parceria com a Trienal de Arquitectura apresenta-se como uma excelente oportunidade para difundir, promover e afirmar as soluções de cortiça para a construção sustentável”.

Carlos de Jesus, Director de Comunicação e Marketing da Empresa, destaca mesmo a analogia entre a ampla utilização de cortiça e o mote da iniciativa Futuro Perfeito: “A cortiça natural é um material de futuro, muito valorizado pelas suas inúmeras potencialidades e inigualável sustentabilidade. Com esta participação na Trienal de Arquitectura de Lisboa, a Corticeira Amorim pretende reforçar a ideia que a cortiça não deve ser dissociada da reinvenção e do futuro da construção e da arquitectura.”


Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *