Trienal organiza workshop com Liam Young

Por a 3 de Julho de 2013

A Trienal de Arquitectura de Lisboa está a organizar um workshop, que se realizará entre 29 de Julho e 9 de Agosto no Palácio Sinel Cordes, coordenado pelo curador Liam Young e que tem como objectivo a finalização de umaa maqueta hiper-real de 40m², que constitui um dos elementos centrais da exposição “Futuro Perfeito” – “uma exposição imersiva que vai recriar uma cidade do futuro, partindo de pesquisas em curso em áreas como biociências, robótica, multimédia e design 3D”, explica a Trienal de Arquitectura de Lisboa.

Segundo a mesma fonte, esta exposição é composta por cinco áreas ou “distritos” e vai oferecer “uma experiência sensorial intensa do habitat urbano do futuro que o visitante é convidado a percorrer e explorar”.

A maqueta foi construída no âmbito do think tank Under Tomorrow’s Sky realizado na MU Foundation (Eindhoven) em 2012, por Liam Young e os arquitectos de Tomorrows Thoughts Today, peritos em efeitos especiais de filmes como Alien ou Blade Runner. Esta maqueta, como explica a Trienal de Arquitectura em comunicado de imprensa, esteve na base do conceito de “Futuro Perfeito”, que inaugura a 12 de Setembro no Museu da Electricidade (até 15 de Dezembro).

A maqueta será formada por edifícios complexos produzidos em impressão 3D, sistemas de luz, fibras ópticas e decorada com detalhadas pinturas e grafitti. “Muito para além das tradicionais maquetas de arquitectura, esta paisagem urbana hiper-real está ancorada num mundo de ficção e cultura popular. As maquetas construídas deste modo têm uma long tradição na produção cinematográfica e ficção”, assegura a mesma fonte.

Segundo a Trienal, este workshop “é uma oportunidade única para aprender técnicas inovadoras com especialistas e colaborar com a equipa criativa da Trienal”.

Liam Young é um arquitecto que se move nos espaços entre o design, a ficção e o futuro. É fundador do laboratório de ideias Tomorrows Thoughts Today, um grupo que explora as possibilidades de urbanismos fantásticos, perversos e imaginários. Também é responsável pelo workshop nómada Unknown Fields Division, que parte em expedições anuais para os confins da Terra com o objectivo de investigar paisagens irreais e esquecidas, terras estranhas e ecologias industriais. Os projectos de Liam desenvolvem especulações ficcionais como ferramentas críticas para avaliar as consequências de futuros ambientais e tecnológicos emergentes.


Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *