Exportações na construção ascenderam a 2,8 mil milhões de euros em 2009

Por a 12 de Maio de 2010

Estima-se que a aposta na exportação do sector da construção tenha ascendido a um volume de negócios na ordem dos 2.860 milhões de euros. Estes foram alguns dados avançados pela AICEP durante a sessão ‘Portugal Constrói’ que marca a abertura oficial da Tektónica 2010 e, ao mesmo tempo, inaugura um ciclo de workshops que visa valorizar e potenciar mercados externos de elevado potencial, como Angola, Marrocos, Argélia, Líbia e Polónia.

PUB

Jorge Rocha de Matos, presidente da AIP-CE, Basílio Horta, presidente da AICEP, e Manuel Alegria, responsável da CPCI – Confederação Portuguesa da Construção e do Imobiliário, presidiram à sessão ‘Portugal Constrói’ onde focaram a necessária missão do empreendedorismo das empresas portuguesas além fronteiras, através da aposta de incremento de negócio nos mercados emergentes.

Segundo Basílio Horta, presidente da AICEP, “a internacionalização vai continuar a ser uma grande aposta das grandes empresas de construção nos próximos dois anos”. Esta orientação tem aliás reflexo no estudo “O Poder da Construção em Portugal – Impactos 2009/2010” realizado pela Deloitte e pela ANEOP.

Segundo dados deste estudo, a exportação representa 23% do seu volume de negócios das 50 maiores empresas do sector. Presentemente, mais de 70% das empresas envolvidas no estudo têm actividade fora do Portugal, sendo que cerca de 86% do negócio internacional do sector é realizado pelas 10 principais empresas nacionais.

A Europa e a Ásia constituem o principal ‘terreno de actuação’ das grandes construtoras mundiais. Contudo, a dimensão e as características das empresas portuguesas fazem com que as suas estratégias de negócio se focalizem essencialmente em Países em Vias de Desenvolvimento do continente africano e de alguns países do Leste da Europa.

PUB

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *