BES lança fundo de arrendamento até 20 milhões de euros

Por a 10 de Fevereiro de 2009

O Banco Espírito Santo (BES) anunciou hoje que vai lançar um fundo de arrendamento com u montante até 20 milhões de euros, para ter "todas as soluções possíveis para resolver problemas no crédito à habitação"."Temos já na CMVM [Comissão do Mercado de Valores Mobiliários] o pedido para o lançamento de um fundo de arrendamento, com o volume de até 20 milhões de euros", anunciou o administrador do BES responsável pela banca de retalho, Jorge Martins.

O BES é assim o segundo banco a lançar um fundo de arrendamento, com um valor, neste caso, que é o mínimo estipulado pela lei para os fundos de investimento imobiliário para arrendamento habitacional (FIIAH), depois da Caixa Geral de Depósitos, que lançou o Caixa arrendamento em Janeiro, com volume de até 30 milhões de euros.

"É mais um instrumento que poderá ser útil e a aplicar em determinados casos", referiu Jorge Martins, num encontro com jornalistas, prognosticando que muitas famílias vão ter "momentos mais difíceis, seguramente, em 2009".

Quanto ao leque de clientes que espera puderem vir a procurar esta solução, Jorge Martins referiu que "historicamente, as situações de incumprimento verificam-se sobretudo nos primeiros anos de vida – 3, 4 ou 5 anos – mas , fruto das actuais circunstâncias, pode haver famílias a quem possa ser útil".

O fundo é uma das medidas lançadas pelo banco liderado por Ricardo Espírito Santo para "reforçar a prevenção do risco" e para "completar o leque de instrumentos e soluções para fazer face às dificuldades das famílias", face ao contexto económico.

O administrador do BES admitiu que o incumprimento no crédito a habitação tem sofrido um ligeiro aumento, "menor [no BES] que a média do mercado".

Outra nova medida anunciada é o lançamento de um seguro de protecção salário e despesas, com características que estão ainda a ser ultimadas, que providencia protecção em casos imprevistos de redução ou falta de liquidez familiar.

Este junta-se ao seguro de protecção ao crédito habitação, que o BES tem disponível desde Janeiro, que garante o pagamento da prestação do crédito habitação durante 12 meses, até ao limite de 1.700 euros por prestação.

PUB

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *