Holandeses OMA desenham cidade no Dubai

Por a 11 de Abril de 2008

Uma nova cidade ribeirinha está a nascer no Dubai, tendo o desenho da nova urbe sido feito pela equipa dos OMA. Este novo projecto fará crescer a população daquele Emirado para cerca do dobroOs holandeses OMA(Office for Metropolitan Architecture) completaram recentemente o plano central da cidade Waterfront no Dubai. De acordo com o comunicado de imprensa do atelier holandês esta nova cidade irá nascer em cerca de 140 milhões de metros quadrados de frente ribeirinha.

Este é considerado o maior investimento e desenvolvimento até à data no Dubai, o segundo maior Emirado dos Emirados Árabes Unidos (EAU).

O projecto liderado por Reinier de Graaf e Rem Koolhaas, irá providenciar habitações para cerca de 1,5 milhões de novos habitantes, fazendo com que a população do Dubai passe para o dobro do que é actualmente e com a perspectiva de criar cerca de um milhão de novos empregos.

Localizado na parte ocidental do Dubai, a nova cidade irá ocupar uma posição privilegiada como uma das metrópoles emergentes da região tendo por vizinha a cidade de Abi Dhabi, actual capital dos EAU. O masterplan dos OMA prevê um total de área construída de 11.800 metros quadrados contendo uma ilha central rodeada por quatro bairros vizinhos: Boulevar, Madinat Al Soor, Resort e a Marina.

A empresa Nakheel, sediada no Dubai, escolheu os OMA, no início de 2007, para desenhar o plano de uma cidade de grande densidade populacional que fosse livre da dependência do automóvel. Como resposta ao pretendido a cidade Waterfront (ou cidade ribeirinha, numa tradução à letra) foi desenhada com a densidade de Manhattan e oferece, segundo os OMA, uma solução compacta de uma moderna metrópole. Comércio, retalho, cultura e habitação estão programaticamente encaixadas para criar um estilo de vida aprazível no centro da cidade à beira-mar. A inclusão de um parque central, de uma área para uma mesquita e algumas atracções icónicas irão influenciar o dia-a-dia dos habitantes e visitantes da cidade.

A ilha

O distrito da ilha é uma dos elementos que definem o desenho da cidade Waterfront. Rodeada por água por todos os lados é ela própria um ponto de referência da cidade. Com uma área total de sete milhões de metros quadrados, a ilha foi desenhada tendo em conta uma "grelha" de cinco por cinco ruas, criando uma malha urbana muito definida. De acordo com os OMA esta distribuição urbana cria uma cidade à escala humana assegurando não apenas o funcionamento do transito que passa por aquela parte da cidades como cria distâncias que podem ser percorridas a pé entre os vários quarteirões.

Nas partes Sul e Este, nos limites da cidade existirá uma estrada em forma de anel que cria uma linha envolvida por apartamentos de escritórios e espaços residenciais com vista para o mar. Estes construções em altura têm acesso por uma estrada secundária conhecida como estrada Boulevard. Conduzindo através desta estrada em direcção ao centro da cidade passa-se por outro dos ex-libris da Waterfront, o parque do Boulevard. Este parque foi projectado pelos OMA com linhas orgânicas criando um contraste com o plano racional do resto da cidade. O desenho deste parque permite uma transição suave entre a terra e o mar.

O muro

Outro dos distritos que compõem a Waterfront é o Madinat Al Soor que foi desenhado para oferecer um estilo de vida típicamente árabe. O plano desta zona pretende revitalizar as qualidades históricas da cultura árabe numa metropole moderna. O nome Al Soor, o muro, deriva de um dos elementos criados naquele espaço, um muro na parte ocidental da cidade. Também para esta zona estão previstas algumas construções icónicas como a Espiral e a Esfera, o que fará desta zona uma das mais procuradas pelos visitantes daquela cidade.

Outra das áreas planeadas pelos OMA, o Resort, será o local privilegiado para a construção de equipamentos hoteleiros e resorts, segundo os urbanista esta área tem em conta construções com um elevado grau de simplicidade e sustentabilidade. Outra das zonas importantes da cidade é a marina, que irá acolher a marina principal daquela cidade. Esta área irá também receber uma série de projectos habitacionais, torres, sobretudo. De acordo com os OMA o posicionamento destas torres perto da marina irá permitir um estilo de vida urbana único e fará deste um dos locais mais procurados pelos turistas.

Cada um dos cinco distritos, ou bairros da cidade Waterfront tem, segundo os OMA, a sua própria identidade e caracter "aspecto muito importante para a promoção da diversidade desta cidade". Toda a cidade é ligada entre si por uma rede de transportes públicos que fazem a ligação entre o aeroporto internacional de Al Maktoum, actualmente em construção e que será o mais importante porto aéreo do Dubai.

Com a previsão de uma população residencial de 92 mil habitantes e uma população trabalhadora de 310 mil empregados, a Waterfront City foi planeada para ser um cidade viva 24 horas por dia.

Os OMA já têm uma larga experiência no planeamento de novas cidades, como o projecto Gateway City.

PUB

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *