Construtoras portuguesas investem na China

Por a 29 de Novembro de 2007

As construtoras Casais e Eusébios, em parceria com o grupo de Roger Schiltz, vão abrir os primeiros centros comerciais portugueses na China, em Jinan e Ningbo.
Em fase inicial de obra, o He Mai Plaza, em Jinan, na costa leste a Norte de Xangai, ocupa um terreno de 17 mil metros quadrados e terá 35 lojas e um hotel, no que representa um investimento da ordem dos 100 mil RMB yuan, que equivale aproximadamente a 10 milhões de euros.Em Ningbo, localizada no lado oposto à baía de Xangai, está em fase de aprovação um empreendimento de uma dimensão mais alargada, composto por um centro comercial e duas torres habitacionais, de 20 pisos cada. O projecto foi orçado em cerca de 20 milhões de euros e é desenvolvido pelas empresas portuguesas em parceria com uma empresa chinesa, cuja identidade não foi ainda revelada.

PUB

Na mesma região chinesa, a Schiltz, Casais e Eusébios têm em curso a promoção de projectos similares para as cidades de Jurong e Cixi, garantindo que estão na China para ficar.

PUB

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *