Hyatt analisa mercado português para instalação de hotel e resort

Por a 26 de Setembro de 2007

A cadeia hoteleira norte-americana Hyatt está à procura de uma localização para um resort em Portugal, sendo de que o vice-chairman da Global Hyatt Corporation, Nicholas Pritzker, concentrou a sua atenção no litoral alentejano, mais propriamente em Tróia, onde esteve a convite do Grupo Espírito Santo."Nós temos de estar aqui. Lisboa é uma cidade europeia muito importante e queremos estar aqui", declarou Nicholas Pritzker ao Diário Económico e realçou que Portugal é "um destino de classe".

"O ideal é entrar em Portugal com um hotel de luxo na capital. Pode ser um Park Hyatt ou um Andaz (hotéis-boutique do grupo, com 150 quartos). Pessoalmente, prefiro um hotel mais pequeno para Lisboa", explicou Pritzker, acrescentando que "a cidade é fantástica e tem uma boa rede de transportes".

O grupo Hyatt assume-se como reactivo e foi procurado por um promotor para gerir um hotel na Avenida da Liberdade, a ser implantado num edifício já existente a ser reabilitado. A ideia é construir um Park Hyatt, uma das marcas mais luxuosas do grupo, com cerca de 200 quartos somando um investimento de 100 mil euros.

"A melhor estratégia é começar com um hotel e depois a seguir para um 'resort'. Estamos à procura de uma localização para um 'resort'. Pode ser no Algarve, mas há projectos muito interessantes a sul do Tejo, na zona de Tróia, é uma zona muito interessante porque tem havido um grande cuidado com o ordenamento do território", explicou o vice-chairman da Hyatt.

PUB

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *