Sonae investe na renovação do Colombo

Por a 21 de Setembro de 2007

A Sonae Sierra anunciou o investimento de 31 milhões de euros no projecto de renovação do Centro Colombo.Numa conferência de imprensa para assinalar o décimo aniversário do maior centro comercial da Europa, Álvaro Portela, CEO da Sonae Sierra, apresentou um projecto que decorrerá até Novembro de 2008 e actuará em três zonas distintas.

Na zona de restauração será feita uma intervenção ao nível do aspecto e iluminação, com a renovação do mobiliário, o uso de uma nova palette de cores e a colocação de uma clarabóia para dar luz natural. Esta esplanada comum terá quatro temáticas: África; Américas; China; e Índia, com diferentes elementos paisagísticos relativos aos destinos das Descobertas.

Está igualmente prevista a abertura do Funcenter ao exterior, criando um espaço verde composto por jardins e áreas de lazer. Trata-se de um espaço que, segundo José Quintela, Chief Design Officer da Sonae Sierra, as pessoas poderão "utilizar para estudar, ler, fazer yoga e encontrar feiras ao fim de semana".

Finalmente o projecto prevê intervenções ao nível dos equipamentos. No parque de estacionamento vai ser optimizada a sinalética e os tectos e paredes serão pintados de branco. Será aumentada a capacidade dos elevadores e todas as casas de banho serão remodeladas.

Balanço
Álvaro Portela aproveitou ainda a ocasião para fazer um balanço da primeira década. Admitindo que o Centro Colombo tem perdido clientes, salientou que as lojas registaram aumentos no volume de vendas, com valores superiores aos 451 milhões de euros, e uma maior afluência de viaturas ao parque de estacionamento, com 5,5 milhões de viaturas. Na análise do CEO da Sonae Sierra, estes valores demonstram que o "Centro Colombo tem recebido clientes com maior poder de compra".

Durante estes 10 anos também se verificou uma valorização do Centro Colombo. Com um investimento inicial de 380 milhões de euros, actualmente o seu valor de mercado é de 816,5 milhões de euros, uma tendêcia que pode ainda crescer se se tiver em conta o potencial gerado pela construção das torres de escritórios.

Futuro
Simultaneamente foi ainda apresentada a construção das Torres Colombo, uma obra que vai ao encontro do projecto original do Centro Colombo.

Em parceria com o ING Real Estate, este investimento de 80 milhões de euros constitui-se na edificação da Torre Oriente, com conclusão prevista para o último trimestre de 2008, e da Torre Ocidente, pronta no primeiro trimestre de 2009. Compostas por 16 andares cada, as torres destinam-se exclusivamente a escritórios, com uma ocupação prevista de 6000 trabalhadores.

PUB

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *