Pelicano altera plano de pormenor do projecto por indicação de ministério

Por a 21 de Setembro de 2007

A Pelicano, promotora imobiliária, afirmou estar disposta a alterar o Plano de Pormenor da Zona Sul da Mata de Sesimbra, um projecto que foi inviabilizado pelo Ministério do Ambiente, de forma a garantir a coerência ecológica do projecto, com o desenvolvimento da região.A Lusa avançou que o ministro do Ambiente, Nunes Correia, tinha anunciado a inviabilização do plano de pormenor do projecto e afirmou que este só iria avançar caso as empresas envolvidas deduzissem 315 mil metros quadrados "oriundos do Meco", à área bruta de construção pretendida (cerca de 1,034 metros quadrados).

Em comunicado, a Pelicano admitiu estar empenhada em cumprir o requisito anunciado pelo ministro, sublinhando que a "importância de se ter desbloqueado" o processo de aprovação final da proposta. A empresa afirma que "indo o Plano de Pormenor ser aprovado com a dedução de 315 mil metros quadrados de área de construção (…), não poderemos deixar de adaptar o nosso projecto ao que for admissível segundo esse Plano de Pormenor".

Garantindo que o projecto tem é energeticamente sustentável, a Pelicano defende que este é "pioneiro em termos mundiais, constitui um importante 'case study' internacional no âmbito do desenvolvimento sustentável e em termos ambientais, socais e económicos".

PUB

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *