Absorção de escritórios evolui no 1º semestre

Por a 21 de Setembro de 2007

De acordo com o boletim do 'Mercado de Escritórios de Lisboa' relativo ao segundo trimestre de 2007, divulgado pela Jones Lang LaSalle, revelou que a absorção de escritórios em Lisboa durante o primeiro semestre de 2007, ascendeu a 109.734 metros quadrados, revelando o elevado dinamismo do mercado. A absorção registada nos primeiros seis meses do ano é equivalente à tomada de 28% do stock disponível, resultando num efeito positivo na taxa de disponibilidade do total do mercado, que no final do segundo trimestre se situava nos 9,32%.Relativamente à nova oferta durante os primeiros seis meses, surgiram no mercado 45.701 metros quadrados de novos espaços de escritórios, aumentando o stock em Lisboa para os 4.144.063 metros quadrados. A taxa de desocupação sofreu uma quebra durante o segundo trimestre, resultando em cerca de 386.150 metros quadrados do stock actual de escritórios. Desta forma, a tendência do primeiro trimestre é confirmada, atingindo-se assim uma taxa de apenas um dígito após um longo período acima dos 10%.

Estima-se que até ao final do ano a oferta atinja um total de 81.162 metros quadrados de novos escritórios, um valor que ascenderá aos 111 mil metros quadrados em 2008.

PUB

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *