António Portugal e Manuel Reis vencem Prémio João de Almada

Por a 12 de Janeiro de 2007

António Portugal e Manuel M. Reis foram os vencedores da 11ª edição do Prémio João de Almada, para melhor exemplo de reabilitação na cidade do Porto entre 2004 e 2006, com o projecto da adaptação de um palacete à Private Banking do Banco Espírito Santo. O júri desta edição salientou “o carácter exemplar da intervenção”, bem como a “adaptação dos antigos espaços domésticos a novas áreas de serviços mantendo idêntica qualidade ambiental”, revelam os mesmos em comunicado. O edifício localizado na Avenida da Boavista foi construído no final do século XIX, e é um dos exemplos da arquitectura civil oitocentista na cidade do Porto. O Prémio João de Almada, atribuído pela Câmara Municipal do Porto, tem como objectivo promover obras de recuperação do património arquitectónico daquela cidade nortenha, e nesta edição premiou a obra do atelier António Portugal & Manuel M. Reis, que se encontram actualmente a finalizar a recuperação da Igreja Matriz de Caminha, as novas instalações da Reitoria da Universidade do Porto e a ampliação do departamento de Engenharia Electrotécnica da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa.

PUB