João Paciência vence Prémio Municipal de Arquitectura «Cidade de Almada»

Por a 21 de Novembro de 2006

aldeia dos capuchos

João Paciência foi o vencedor da primeira edição do Prémio Municipal de Arquitectura «Cidade de Almada» (PMACA), com o projecto «Aldeia dos Capuchos», na freguesia de Caparica.

O Prémio distinguiu os lotes 89 a 96 da Aldeia dos Capuchos por «se tratar de um conjunto edificado, inovador no que diz respeito ao uso de materiais, ao apuro do desenho, na pormenorização, e ainda pela generosidade do espaço interior – exterior no que se refere à sua relação com as vistas», revela a autarquia de Almada em comunicado.

O projecto que foi classificado recentemente pela Agência Portuguesa para o Investimento como um Projecto de Potencial Interesse Nacional (PIN), representa um investimento da empresa almadense Cantial superior a 250 milhões de euros, e abrange uma área de 30 hectares, dos quais dez serão destinados a áreas verdes.

Foi ainda atribuída uma Menção Honrosa à moradia projectada por Nuno Ministro e Hugo Pereira, construída na Aroeira, e que « estabelece uma relação criteriosa com as vistas sobre o campo de golfe e o pinhal envolvente, salientando-se a relação exterior-interior», refere o mesmo documento.

O anúncio dos prémios coincidiu com a inauguração da exposição «1950 – 2000 Cinquenta anos de Arquitectura e Urbanismo em Portugal através da obra de Francisco da Silva Dias», personalidade homenageada nesta edição e presidente do júri.

Criado pela Câmara Municipal de Almada, o PMACA tem carácter bienal, e pretende incentivar a qualidade dos projectos e das construções dos edifícios e dos espaços públicos. Em todas as edições, o Prémio homenageia igualmente um arquitecto português de reconhecido mérito, através de um programa de actividades em torno da sua obra, como é o caso da exposição que agora inaugurou sobre a obra do arquitecto Francisco da Silva Dias.

PUB