Arquitectos discutem concorrência e burocracia em congresso

Por a 20 de Novembro de 2006

Ordem arquitectos

A burocracia, a concorrência desleal e a precaridade no emprego são os problemas que se destacam do primeiro inquérito feito à profissão em Portugal, cujos resultados serão divulgados no XI Congresso dos Arquitectos Portugueses, a realizar em Almada de 23 a 25 de Novembro.

Outro aspecto que irá fazer parte deste congresso, será a «marca» a deixar em Almada. A Ordem dos Arquitectos sugeriu que fosse escolhida uma zona para melhorar e a autarquia escolheu a freguesia de Charneca da Caparica, De acordo com João Afonso, da direcção Ordem dos Arquitectos, trata-se de uma área «central mas esquecida, em expansão de há 30 anos para cá», com uma lógica de ocupação litoral, onde existe muita construção sem licenciamento e onde subsistem «vazios de quintas e indústrias».

Esta iniciativa teve inicio com um workshop que é coordenada pelo arquitecto Manuel Vicente. As propostas apresentadas para essa zona serão reveladas no congresso.

PUB