Inaugurada «Pirâmide da Paz» de Norman Foster

Por a 4 de Setembro de 2006

opera_casaquistao

O edifício piramidal de 62 metros de altura projectado pelo britânico Norman Foster, e que contempla a ópera do casaquistão foi inaugurado na passada sexta feira.

Inspirada nos pressupostos utopistas dos arquitectos franceses do século XVIII, Etienne-Louis Boullée e Claude-Nicholas Ledoux, a ideia da «Pirâmide da Paz» é a de que a mesma funcione como um centro reconciliador de todas as etnias e religiões que compõem aquele país asiático.

O edifício contempla ainda o museu nacional da cultura, um espaço destinado a uma nova «universidade da civilização» e um centro para os diferentes grupos étnicos e geográficos existentes no casaquistão.

O espaço destinado à ópera contempla um perímetro de 96 por 96 metros e 50 metros de altura, sendo que todo o espaço é subterrâneo. Construída em forma de ferradura, combina a plateia com uma bancada escalonada de modo a garantir uma boa visibilidade de todos os lugares.

O edifício constituído por fachadas de vidro na sua totalidade, usa o dourado e o azul como cores dominantes, numa alusão à bandeira do país.

PUB