Bienal de Veneza recebe 18 projectos portugueses

Por a 2 de Agosto de 2006

«Cidades, arquitectura e sociedade» é o tema da décima edição da Bienal de Arquitectura de Veneza, que decorre de 10 a 19 de Setembro, e que conta com representações de 50 países, entre os quais Portugal que vai apresentar 18 obras de arquitectos portugueses.

Entre as obras escolhidas para inteirar a mostra encontram-se projectos de Siza Vieira, Souto Moura, Gonçalo Byrne, Miguel Graça Dias e Fernando Távora, entre outros. A escolha das 18 obras «partiu de uma escolha muito pessoal do comissário-geral, da exposição Habitar Portugal – 2003-2005», revelou Ana Vaz Milheiro, membro da direcção da Ordem dos Arquitectos, ao Jornal de Notícias. Segundo a mesma responsável, «o convite para participarmos na Bienal de Arquitectura de Veneza partiu do Instituto das Artes». As 18 obras foram escolhidas de um total de 79 inicialmente seleccionadas para a mostra «Habitar Portugal», que decorre de três em três anos a partir de trabalhos de arquitectos inscritos na Ordem dos Arquitectos. As 18 obras que irão participar na Bienal de Veneza são, o Centro de Artes da Calheta, Madeira (Paulo David); Cemitério da aldeia da Estrela, Alqueva (Pedro Pacheco); Terraços de Bragança, Lisboa (Siza Vieira); Conservatório de Vila Real (António Belém Lima); Estádio de Braga (Eduardo Souto de Moura); Estádio do Dragão, Porto (Manuel Salgado); Igreja em Figueiredo, Braga (Paulo Providência); Metro do Porto (Eduardo Souto Moura); Palácio do Freixo, Porto (Fernando Távora e José Bernardo Távora); Parque Verde do Mondego, Coimbra (Camilo Cortesão, Mercês Vieira e João Nunes); Centro de Artes Visuais de Coimbrã (João Mendes Ribeiro); Marginal de Vila do Conde (Siza Vieira); Envolvente do mosteiro de Alcobaça (Gonçalo Byrne e João Pedro Falcão de Campos); Restaurante em Brufe, Terras de Bouro (António Portugal e Manuel Maria Reis); Teatro de Almada (Manuel Graça Dias e Egas José Vieira com Gonçalo Afonso Dias); Praça Nan Van, Macau (Manuel Vicente, Rui Leão e Carlota Bruni); Governo do Brabante Flamengo, Bélgica (Gonçalo Byrne); e o Pavilhão Serpentine Gallery , Londres (Siza Vieira e Eduardo Souto Moura).

PUB