Arquitecto Thom Mayne convidado de honra na Cersaie 2006

Por a 11 de Julho de 2006

O arquitecto americano Thom Mayne, vencedor do prémio de Arquitectura Pritzker 2005, será convidado de honra no próximo dia 28 de Setembro de 2006 no Palácio de congressos, no centro de exposições de Bolonha, durante a 24ª edição do Salão Internacional de Cerâmica para a arquitectura e equipamento de casas de banho. Às 18:00, Thom Mayne vai ser galardoado pelo ISA (Instituto de Estudos Superiores) da Universidade de Bolonha. A iniciativa desenvolvida pelo Comércio, Turismo, e Marketing Urbano do Concelho de Bolonha e pelo ISA, promovida pela Assopiastrelle (Associação Nacional italiana de fabricantes de azulejos e cerâmica e materiais refractários), Câmara Municipal de Bolonha, BolonhaFiere e Alma Mater Studiorum, Universidade de Bolonha, e organizada por Edi.Cer. s.p.a, durante a Cersaie 2006, representa para o «Dia da Arquitectura» um dos eventos culturais de maior importância da 24ª edição do salão. Estarão presentes no encontro, o presidente da câmara de Bolonha, Sérgio Cofferati, o presidente da Assopiastrelle, Afonso Panzani e o administrador do BolonhaFiere, Michele Porcelli. Thom Wayne co-fundador do estúdio Morphosis de Santa Mónica e do SCI-Arc de Los Angeles, ganhou o prestigiante prémio Pritzker em 2005, uma «espécie» de Prémio Nóbel para a Arquitectura, como reconhecimento máximo de uma carreira de 30 anos que já lhe valeu 54 prémios AIA e 25 prémios Arquitectura Progressiva. O arquitecto já leccionou na Universidade de Columbia, na Universidade de Harvard, na Universidade de Yale, no Instituto de Berlage na Holanda e na Escola Barlett de Arquitectura, em Londres, actualmente é docente na UCLA, Escola de Artes e Arquitectura, na Califórnia. A obra de Mayne caracteriza-se por uma forma original de arquitectura, representativa da unicidade da cultura californiana, aberta e livre de qualquer tipo de ideias pré-concebidas. Entre as diversas e inúmeras realizações prestigiosas, são de referir a «Caltrans District 7 Headquarters» e a «Science Center School» de Los Angeles. Projectou o «California Institute

Texto: Joana Justo

PUB