Especialista aplaude Câmara de Lisboa na preservação do Capitólio

Por a 10 de Julho de 2006

parque mayer

O especialista em arquitectura moderna José Manuel Fernandes aplaudiu hoje a intenção da Câmara de Lisboa de preservar o Teatro Capitólio, mas alertou que o edifício deve ser conservado no seu todo e não apenas a fachada. A conservação do Capitólio foi recentemente anunciada pela vereadora do Urbanismo da Câmara de Lisboa, Gabriela Seara. Este facto, implica uma alteração ao projecto inicial de recuperação do Parque Mayer, concebido pelo arquitecto Frank Gehry, que não previa a manutenção do teatro, construído em 1931. A forma como poderá ser feita a preservação do edifício ainda está a ser estudada pela autarquia, pelo que o município pretende saber qual a posição do Instituto Português do Património Arquitectónico (IPPAR) que classificou o Capitólio em 1983 como imóvel de interesse público. A vereadora Gabriela Seara afirmou que um estudo do Instituto Superior Técnico revelou que é impossível manter toda a estrutura e que apenas uma fachada pode ser preservada. No entanto, «se o IPPAR disser que é para manter todo o prédio, terá de se arranjar uma forma para isso», afirmou a Gabriela Seara. Segundo o arquitecto José Manuel Fernandes, não tem sentido conservar apenas a fachada porque «o edifício é um todo», e ficou satisfeito com a decisão da Câmara Municipal de Lisboa de alterar o projecto inicial para a recuperação do Parque Mayer.

Texto: Joana Justo

PUB