Evolução urbana de 24 cidades portuguesas em livro

Por a 6 de Junho de 2006

O livro «Cidade e Democracia – 30 anos de transformação urbana em Portugal» vai ser apresentado na próxima sexta-feira, dia 9 de Junho, no auditório da reitoria da Universidade de Aveiro, na presença do secretário de estado do Ordenamento do Território e das Cidades, do presidente da Associação de Municípios, do director da Fundação da Juventude e do presidente da Ordem dos Arquitectos. A apresentação da obra cabe ao arquitecto Nuno Portas, numa iniciativa da Secção Regional Norte da Ordem dos Arquitectos e da Fundação da Juventude.

As 24 cidades analisadas no livro são Amadora, Aveiro, Barcelos, Braga, Bragança, Castelo Branco, Chaves, Coimbra, Covilhã, Évora, Figueira da Foz, Guarda, Guimarães, Horta, Leiria, Penafiel, Póvoa de Varzim, Santa Maria da Feira, Torres Vedras, Viana do Castelo, Vila Nova de Famalicão, Vila Real e Viseu.

O trabalho de investigação durou seis anos e tentou perceber e explicar a evolução destas cidades de dimensão média desde o 25 de Abril de 1974.

Este estudo de professores universitários e investigadores das áreas da arquitectura, engenharia civil, história, geografia, sociologia, economia e urbanismo torna-se, assim, numa ajuda útil e indispensável para a interpretação do processo de transformação urbana das cidades médias em Portugal.

O livro possui 400 páginas com suportes documentais, desde a reflexão teórica e gráficos estatísticos, à cartografia e fotografia aérea das cidades. Com cerca de 200 fotografias aéreas, a obra tem elevada qualidade de impressão e acabamento, rigor técnico e gráfico, com cartografia comparativa e actual e gráficos e quadros estatísticos do Instituto Nacional de Estatísticas.

Os textos apresentados em Português e em Espanhol são da autoria do geógrafo Álvaro Domingues, da geógrafa Teresa Marques, do jurista Cláudio Monteiro, do engenheiro António Perez Babo, do economista António Figueiredo, do arquitecto Manuel Fernandes de Sá e do arquitecto e urbanista Nuno Portas. A coordenação científica do projecto é da autoria do professor doutor Álvaro Domingues.

PUB