Número de edifícios licenciados atenua queda em Maio

Por a 11 de Julho de 2005

No passado mês de Maio registou-se uma diminuição da tendência decrescente da variação média dos últimos doze meses, relativo ao número de edifícios licenciados e ao número de edifícios licenciados de construções novas para habitação familiar, enquanto a variação média dos últimos 12 meses do número de fogos licenciados de construções novas para habitações, acentuou a tendência decrescente.

PUB

Estes dados, revelados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), indicam que do total de edifícios licenciados em Maio deste ano, 76,2 por cento referiram-se a construções novas, dos quais 83,4 por cento destinados à habitação familiar.

O número total de edifícios licenciados pelas câmaras municipais apresentou uma variação média dos últimos doze meses face ao período homólogo anterior de 5,9 por cento negativos, atenuando-se o comportamento decrescente deste indicador.

No período de Junho de 2004 a Maio de 2005, 75,2 por cento do total de edifícios licenciados em Portugal corresponderam a construções novas, dos quais 82,8 por cento destinadas à habitação familiar, de acordo com o instituto.

No que refere ao número total de edifícios licenciados em construções novas para habitação familiar, registou-se, nos últimos doze meses e face ao período homólogo anterior, uma variação média de -7,2 por cento, atenuando-se o comportamento decrescente.

PUB